ISSN (on-line): 2177-9465
ISSN (impressa): 1414-8145
Escola Anna Nery Revista de Enfermagem Escola Anna Nery Revista de Enfermagem
COPE
ABEC
BVS
CNPQ
FAPERJ
SCIELO
REDALYC
MCTI
Ministério da Educação
CAPES

Notícias

BlogRev@Enf

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem apoia o BlogRev@Enf. Siga-nos!

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem completa 20 anos

Nos dias 29 e 30 de novembro de 2017, no espaço do X SINPEn, estaremos celebrando os 20 anos da...
Mais Notícias

Volume 1 , Número 3 , Set/Dez - 1997

EDITORIAL

1  - Editorial

Maria Cecília Cordeiro Pedro

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 1997;1(3): 13-13

Download

 

ARTIGOS

2  - Histórico do serviço de enfermeiras do Departamento Nacional de Saúde Pública

Edith Fraenkel

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 1997;1(3): 15-21

Download

 

3  - Programa de orientação acadêmica: o pensar científico

Maria da Conceição Gonçalves; Maria José Coelho Maria; Tereza Coimbra de Carvalho

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 1997;1(3): 22-29

Resumo Download

O trabalho que ora se apresenta objetiva discutir uma estratégia utilizada para melhoria do empenho acadêmico dos alunos do Curso de Graduação em Enfermagem e Obstetrícia da Escola de Enfermagem Anna Nery/UFRJ, diminuindo os índices de reprovação e evasão e estimulando a formação de atitudes frente à futura profissão, através da discussão do campo de atuação profissional e do mercado de trabalho. O Programa visa, ainda, aguçar a curiosidade científica e tornar o acadêmico apto a formular e utilizar criticamente um trabalho científico. A experiência está sendo desenvolvida, e já participam dela 288 alunos, em média, com 72 alunos por semestre, oriundos do Vestibular. Os resultados indicam que os alunos reconhecem a relevância do Programa, que foi importante para sua vida acadêmica por proporcionar conhecimentos sobre a profissão escolhida e desenvolvimento do raciocínio científico.

Palavras-chave: Enfermagem, desempenho acadêmico, curiosidade científica

 

4  - Curativos em lesões cutâneas de cicatrização por segunda intenção: o registro fotográfico do cuidar de enfermagem

Jeane do Vale Rodrigues; María José Coelho

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 1997;1(3): 30-53

Resumo Download

Trata de um estudo de um recorte do cuidar de enfermagem, representado por fotografias que descrevem o que a enfermagem realiza em um dos seus momentos do cuidar, identificando a aplicabilidade do conteúdo científico na prática da assistência e registrando os procedimentos do cuidar. A pesquisa foi desenvolvida em hospitais de rede pública voltados à assistência, ao ensino e à pesquisa no município do Rio de Janeiro, durante estágio curricular, nos setores de ambulatório e enfermaria. Foi preservado o anonimato da clientela envolvida, assim como das instituições de ensino. O método de pesquisa foi o observational com o acompanhamento fotográfico da evolução do cuidado prestado, através de objetiva 75 x 210 mm. Compõe a coletânea 25 registros fotográficos que identificam as fases do cuidar. O estudo sugere que, conforme o grau de dependência da assistência de enfermagem, o processo de cicatrização é mais evidenciado, sendo os cuidados de enfermagem e a educação em saúde fundamentais para a clientela.

Palavras-chave: Enfermagem, curativo, cuidado de enfermagem

 

5  - O trabalho educativo em saúde nas comunidades rurais: as experiências da enfermagem no Brasil e no Peru

Magda Núnez Vargas; Laura Tavares Ribeiro Soares

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 1997;1(3): 54-71

Resumo Download

Este trabalho apresenta uma síntese do que foi a nossa Dissertação de Tese de Mestrado defendida na EEAN/UFRJ em dezembro de 1996, onde analisamos a utilização das diferentes metodologias de trabalho educativo em saúde, implementadas pela equipe de enfermagem em comunidades rurais no BRASIL (Xerém-RIO DE JANEIRO) e Peru (Santo Tomás-IQUITOS), visando descrever as características das metodologias do trabalho educativo em saúde nas comunidades rurais, numa perspectiva latino-americana; comparar as modalidades de utilização das metodologias do trabalho educativo em saúde no Brasil e no Peru; e discutir e identificar as diferentes formas de participação dos habitantes das comunidades rurais nos trabalhos educativos em saúde. Incorporamos também, na análise, as diferentes práticas de participação da população organizada residente nas respectivas comunidades. Para ambos os aspectos, fizemos uma comparação entre os dois países, na busca de alternativas e respostas ao tratamento das diferenças e semelhanças entre os nossos países, o qual é fruto da reflexão que vem ocorrendo no espaço da educação em saúde. Do ponto de vista metodológico, trata-se de uma pesquisa qualitativa, com uma abordagem comparativa, numa perspectiva histórico-dialética, destacando os principais fatos históricos, econômicos, políticos e sociais que contextualizam a problemática analisada. Foram feitos dois estudos de caso, onde utilizamos, para a coleta de dados, a entrevista semi-estruturada e a observação participante. Os sujeitos dos estudos foram os membros da equipe de enfermagem (enfermeiros, técnicos e auxiliares); os líderes comunitários; e alguns moradores das comunidades de ambos os países. Tivemos como referencial teórico Paulo Freire, Gramsci, Marx, Egry entre outros, que ajudaram-nos a recolocar o problema da diferença e da comparação, considerando os métodos educativos em saúde como parte de determinadas totalidades histórico-sociais, que possuem, nos respectivos países, particularidades históricas e culturais. As conclusões deste trabalho indicam que existem determinadas características particulares de utilização de metodologias de trabalho educativo em saúde nas comunidades rurais. Essas características estão, por sua vez, relacionadas com o sistemas de saúde de cada país e com o momento histórico, político e social vivenciado por cada comunidade. No entanto, essas metodologias não apresentam uma continuidade linear no tempo: num determinado momento podem conter elementos dos diversos enfoques. Além disso, encontra-se, na prática do dia-a-dia das unidades, falta de acompanhamento sistemático e de supervisão formal. Identificou-se, também, nas comunidades assistidas, uma heterogeneidade nos graus de conscientização e participação do cidadão, o que limita uma atuação com maior poder de cobrança, junto às autoridades de saúde e às lideranças políticas em favor da melhoria da qualidade de vida nessas comunidades.

Palavras-chave: estudo comparativo - Enfermagem; educação em saúde; Enfermagem em Saúde Comunitária

 

6  - Integração docente assistencial uma questão "não-resolvida"

Cristina Maria Loyola Miranda; Vilma de Carvalho Elvira de Felice Souza

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 1997;1(3): 72-83

Resumo Download

O artigo discute a diferença conceituai entre integração ensino-serviço e integração docente-assistencial na área da enfermagem da saúde e analisa algumas questões pertinentes ao tema: o papel histórico da Reforma universitária de 1968 para a realidade brasileira; a determinação dos atores sociais no processo de integração docente-assistencial; o questionamento acerca da resistência dos docentes em assumir a assistência; e como operar uma mudança competente que possa garantir a integração docente-assistencial. Finaliza avaliando a responsabilidade das enfermeiras docentes em repensar o papel das Escolas de Enfermagem, na atualidade, e o papel das próprias professoras de enfermagem, no plano da execução dos cuidados de enfermagem aos clientes.

Palavras-chave: Enfermagem; Integração Docente/Assistencial; Reforma Universitária

 

7  - Trajetória das escolas de enfermagem na sociedade brasileira

Suely de Souza Baptista

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 1997;1(3): 84-105

Resumo Download

Este trabalho tem como objeto a trajetória das escolas de enfermagem na sociedade brasileira. A análise dos dados coletados foi organizada em torno de quatro vertentes: - reações à hegemonia da Igreja católica nos hospitais; - o "padrão Ana Neri": obstáculos à sua difusão; - as escolas de enfermagem nas universidades e o nível de escolaridade; - a Reforma Universitária e a carreira da enfermeira. A reflexão sobre os resultados alcançados ensejou uma melhor compreensão dos dilemas vividos e as respostas historicamente dadas pelas enfermeiras para atender às exigências de cada época.

Palavras-chave: História da Enfermagem; Escolas de Enfermagem; Pesquisa em Enfermagem

 

8  - Contribuindo poro o (re-)construção da trajetória da Professora Maria Dolores Lins de Andrade na EEAN/UFRJ

Neiva Maria Picinini Santos; Marléa Chagas Moreira; Ligia de Oliveira Viana

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 1997;1(3): 106-113

Resumo Download

Trata-se de um estudo preliminar da trajetória da Professora Maria Dolores Lins de Andrade na Escola de Enfermagem Anna Nery/UFRJ. A partir de fontes primárias, buscou-se ressaltar as atividades relevantes da professora, de sua formação no Curso de Graduação em Enfermagem na EEAN à aposentadoria, destacando sua contribuição para a história da escola e da Enfermagem Brasileira.

Palavras-chave: ursing history, Trajectory professional, Nursing School

 

CONFERÊNCIA

9  - Enfermagem e a reforma psiquiátrica: desafios e perspectivas

Cristina Maria Loyola Miranda

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 1997;1(3): 114-141

Download

 

10  - Cuidado humano e a enfermagem: ampliando sua interpretação

Vera Regina Waldow

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 1997;1(3): 142-153

Download

 

© Copyright 2021 - Escola Anna Nery Revista de Enfermagem - Todos os Direitos Reservados
GN1