ISSN (on-line): 2177-9465
ISSN (impressa): 1414-8145
Escola Anna Nery Revista de Enfermagem Escola Anna Nery Revista de Enfermagem
COPE
ABEC
BVS
CNPQ
FAPERJ
SCIELO
REDALYC
MCTI
Ministério da Educação
CAPES

A pesquisa para o autor ou co-autor encontrou 12 resultados

Abordagem estrutural das representações sociais sobre a AIDS entre os servidores de um hospital universitário

Sergio Corrêa MarquesI; Denize Cristina de OliveiraII; Marcio Tadeu Ribeiro FranciscoIII

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2003; 7(2): 186 - 195

Download

 

Adesão à terapia antirretroviral e suas representações para pessoas vivendo com HIV/AIDS

Eduardo Pereira Paschoal, Caren Camargo do Espírito Santo, Antônio Marcos Tosoli Gomes, Érick Igor dos Santos, Denize Cristina de Oliveira, Ana Paula Munhen de Pontes

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2014; 18(1): 32 - 40

Download

 

As facetas do convívio com o HIV: formas de relações sociais e representações sociais da AIDS para pessoas soropositivas hospitalizadas

Antonio Marcos Tosoli Gomes; Denize Cristina de Oliveira; Érick Igor dos Santos; Caren Camargo do Espírito Santo; Bruno Rafael Gomes Valois; Ana Paula Munhen de Pontes

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2012; 16(1): 111 - 120

Resumo Download

O objetivo deste estudo foi analisar as formas de relacionamentos sociais estabelecidos por pessoas hospitalizadas que vivem com HIV a partir das representações sociais que possuem acerca da AIDS. Utilizou-se a abordagem qualitativa, descritiva, baseada na Teoria das Representações Sociais. O cenário foi um hospital universitário situado no município do Rio de Janeiro. Participaram 13 sujeitos. Os dados foram coletados por meio de entrevistas em profundidade e analisados a partir da análise lexical utilizandose o software Alceste 4.7. O bloco temático analisado abarca as classes 2, 4 e 5. São evidenciadas formas de relação mantidas no contexto da exposição ao vírus, no contexto de cuidado prestado pela equipe de enfermagem, e, por fim, no contexto de enfrentamento da AIDS no relacionamento consigo e com o mundo. Conclui-se que os sujeitos do estudo parecem esquematizar suas multifacetárias relações interpessoais a partir de uma organização psicossociológica do HIV/AIDS.

Palavras-chave: Síndrome de imunodeficiência adquirida. Cuidados de enfermagem. Doenças sexualmente transmissíveis

 

Atitudes, sentimentos e imagens na representação social da sexualidade entre adolescentes

Denize Cristina de Oliveira; Antônio Marcos Tosoli Gomes; Ana Paula Munhen de Pontes; Luiz Phillipi Porto Salgado

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2009; 13(4): 817 - 823

Resumo Download

Este trabalho tem como objetivo analisar a estrutura da representação social de sexualidade para adolescentes. De natureza qualitativa, foi desenvolvido com 746 jovens de duas escolas públicas do Rio de Janeiro. Os dados foram coletados por meio de evocações livres ao termo indutor "sexualidade" e analisados pelo software EVOC 2003. O conjunto dos sujeitos apresenta uma estrutura representacional positiva, englobando dimensões atitudinais, valorativas e imagéticas. Aspectos negativos aparecem na periferia, indicando uma dimensão familiar e de consequências. Comparando a estrutura das representações por sexo, observa-se que são semelhantes, especialmente pela presença de elementos como "bom", "camisinha" e "prevenção". A especificidade do grupo feminino aparece enfatizando a dimensão atitudinal, enquanto o masculino se distingue por uma associação da sexualidade ao ato sexual. Conclui-se que as representações estão ligadas a comportamentos adotados diante da sexualidade e da sua valorização, bem como da existência de dimensões transversais às diversas estruturas.

Palavras-chave: Sexualidade. Saúde do Adolescente. Pesquisa Qualitativa. Enfermagem

 

Conhecimentos e práticas de adolescentes acerca das DST/HIV/AIDS em duas escolas públicas municipais do Rio de Janeiro

Denize Cristina de Oliveira; Ana Paula Munhen de Pontes; Antônio Marcos Tosoli Gomes; Monique Carvalho Marrafa Ribeiro

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2009; 13(4): 833 - 841

Resumo Download

Este estudo objetiva analisar os conhecimentos sobre a prevenção das DST/AIDS e a adoção de preservativos masculinos pelos jovens. Estudo quantitativo, realizado com 492 adolescentes de duas escolas do Rio de Janeiro. Os dados foram coletados no ano de 2003 por meio de questionário e analisados com EPI-INFO 6.0. Quanto à prevenção, 94,5% relataram conhecer o preservativo como método eficaz, porém 10,8% consideraram que a pílula anticoncepcional também previne as DST/AIDS, e 16,9% dos adolescentes indicaram que manter relações sexuais apenas com o namorado também se constitui como um método eficaz de prevenção. Com relação às práticas de prevenção, foram analisados apenas os adolescentes com vida sexual ativa (492); destes, 11% nunca usam preservativos nas relações sexuais, 32,7% usam eventualmente, e 53,3% usam em todas as relações sexuais. Conclui-se que o conhecimento não se expressa diretamente em práticas de prevenção e que o relacionamento estável e o uso de anticoncepcionais são associados à prevenção de DST/AIDS, positiva ou negativamente.

Palavras-chave: Sexualidade. Saúde do Adolescente. Pesquisa Quantitativa. Enfermagem

 

Construção de um paradigma de cuidado de enfermagem pautado nas necessidades humanas e de saúde

Denize Cristina de Oliveira; Antonio Marcos Tosoli Gomes; Ana Paula Munhen de Pontes; Camila Perroni Marouço da Costa

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2011; 15(4): 838 - 844

Resumo Download

Propõe-se a problematização da adoção dos conceitos de necessidades básicas humanas e de necessidades de saúde para a constituição das bases epistemológicas de um conceito de cuidado de enfermagem que possibilite a orientação da ação profissional para o seu atendimento, no contexto da pós-modernidade. A proposição básica desenvolvida é a do acesso às necessidades humanas e de saúde através das representações sociais, com suas derivações conceituais para o cuidado em enfermagem e suas tecnologias de trabalho. Demonstra-se que as necessidades de saúde podem ser proveitosamente acessadas através da exploração tanto das dimensões objetivas, quanto das subjetivas do processo saúde-doença, como representadas pelos sujeitos e subjacentes às suas demandas. Discute-se, ainda, a necessidade de repensar o modelo tecnológico de trabalho e a de estabelecer novas bases teóricas para o processo de cuidar em enfermagem, a partir das necessidades negociadas entre os sujeitos individuais e coletivos e os profissionais nas instituições de saúde.

Palavras-chave: Determinação de necessidades de cuidados de saúde. Cuidados de enfermagem. Assistência à saúde

 

HIV/AIDS: significados atribuídos por homens trabalhadores da saúde

Mariana de Sousa Dantas, Fátima Maria da Silva Abrão, Solange Fátima Geraldo da Costa, Denize Cristina de Oliveira

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2015; 19(2): 323 - 330

Download

 

Memórias e representações sociais do Sistema Único de Saúde por seus usuários

Caren Camargo do Espírito Santo; Thais Carvalho Gonçalves; Denize Cristina de Oliveira; Antonio Marcos Tosoli Gomes

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2012; 16(1): 96 - 102

Resumo Download

Esse estudo tem como objetivo analisar o conteúdo das memórias e das representações do Sistema Único de Saúde (SUS) desenvolvidas por seus usuários. Possui abordagem qualitativa, baseado na Teoria das Representações e Memória Sociais. Foram selecionadas 15 entrevistas de usuários da rede hospitalar e 15 da rede básica, e realizada análise de conteúdo temática. Originaram-se três categorias, porém este estudo refere-se apenas a uma categoria, denominada Representações Sociais e Memórias do SUS. Os sujeitos reconhecem o SUS como um sistema de saúde para todos. Sobressai o bom atendimento, assim como relatam as facilidades e dificuldades dos serviços de saúde. Relatam também a utilização dos serviços de saúde no setor privado e utilização do sistema de referência como um elemento facilitador. Conclui-se que a representação sobre o SUS é a universalidade e que este estudo permitiu entender como o usuário do SUS vivencia seu processo de implementação.

Palavras-chave: Sistema único de saúde. Política de saúde. Enfermagem em saúde pública

 

O princípio de universalidade do acesso aos serviços de saúde: o que pensam os usuários?

Ana Paula Munhen de Pontes I; Rachel Garcia Dantas Cesso II; Denize Cristina de Oliveira III; Antônio Marcos Tosoli Gomes IV

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2009; 13(3): 500 - 507

Resumo Download

Esta pesquisa objetivou analisar a percepção dos usuários sobre o acesso universal aos serviços de saúde no SUS, com vistas a discutir o princípio de universalidade. Estudo qualitativo, desenvolvido em um hospital localizado no Rio de Janeiro, com 24 usuários. Os dados foram coletados por meio de entrevistas e analisados a partir da técnica de análise de conteúdo. Foram identificadas 1.178 unidades de registro agrupadas em 76 temas, que deram origem a seis categorias: Determinação das dificuldades para o alcance do atendimento no SUS; o atendimento no SUS: efetivação e facilidades; medicações e exames no contexto do SUS; fragilidades no processo de atendimento na concretização do princípio de universalidade; universalização da assistência; e a presença do INAMPS no ideário dos usuários. Como demonstraram os resultados, os usuários têm uma atitude positiva diante do sistema, apesar das diversas dificuldades encontradas, e, ainda, suas práticas são influenciadas pela percepção que têm do acesso.

Palavras-chave: Sistema Único de Saúde. Política de Saúde. Acesso Universal a Serviços de Saúde

 

O setor saúde nas representações sociais do HIV/Aids e qualidade de vida de pessoas soropositivas

Tadeu Lessa da Costa, Denize Cristina de Oliveira, Gláucia Alexandre Formozo

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2015; 19(3): 475 - 483

Download

 

Representações sociais de profissionais de saúde sobre doenças negligenciadas

Charles Souza Santos, Antonio Marcos Tosoli Gomes, Flávia Silva Souza, Sergio Correa Marques, Marcio Pereira Lobo, Denize Cristina de Oliveira

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2017; 21(1): -

Download

 

Representações sociais do processo de envelhecimento de pacientes psiquiátricos institucionalizados

Leandro Andrade da Silva; Antônio Marcos Tosoli Gomes; Denize Cristina de Oliveira; Maria das Graças Gazel de Souza

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2011; 15(1): 124 - 131

Resumo Download

Esta pesquisa objetivou analisar a representação social do processo de envelhecimento de pacientes psiquiátricos institucionalizados para profissionais de saúde. Trata-se de um estudo qualitativo, desenvolvido com a abordagem estrutural das representações sociais, realizada em dois macro-hospitais do Rio de Janeiro, com 50 profissionais de saúde. Realizou-se a coleta de dados através da técnica de evocações livres e a análise com o software EVOC - Ensemble de Programmes Permettant L'analyse des Évocations. Foram evocadas 250 palavras em resposta ao termo indutor Envelhecer em Psiquiatria/Saúde Mental, que foram agrupadas em 3 dimensões, quais sejam, afetivo/emocional, exclusão/abandono e assistencial/institucional. O grupo explicitou, no bojo de sua representação, que o fenômeno envelhecimento dos pacientes com adoecimento mental em um ambiente institucional fechado e recluso é reconstituído como permeado por uma afetividade caracteristicamente negativa, possivelmente como consequência das demais dimensões presentes no núcleo central da representação, especialmente exclusão e abandono familiar, social, público e institucional.

Palavras-chave: Envelhecimento. Assistência de Longa Duração. Saúde Mental. Enfermagem Psiquiátrica

 

 

© Copyright 2023 - Escola Anna Nery Revista de Enfermagem - Todos os Direitos Reservados
GN1