ISSN (on-line): 2177-9465
ISSN (impressa): 1414-8145
Escola Anna Nery Revista de Enfermagem Escola Anna Nery Revista de Enfermagem
COPE
ABEC
BVS
CNPQ
FAPERJ
SCIELO
REDALYC
MCTI
Ministério da Educação
CAPES

A pesquisa para o autor ou co-autor encontrou 13 resultados

A (in)satisfação dos acompanhantes acerca da sua condição de permanência na enfermaria pediátrica

Rita de Cássia Melão de Morais, Tania Vignuda de Souza, Isabel Cristina dos Santos Oliveira

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2015; 19(3): 401 - 408

Download

 

A cartografia na enfermagem: uma proposta de abordagem metodológica

Paula Regina Virginio Moraes de Catrib; Isabel Cristina dos Santos Oliveira

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2010; 14(2): 399 - 405

Resumo Download

Trata-se de um relato de experiência que tem por objetivo descrever a aplicação da cartografia na coleta de dados de uma tese de doutorado, cujo objeto de estudo trata das estratégias da equipe de enfermagem para a criança hospitalizada com doenças infecciosas e parasitárias. O texto aborda a técnica da geografia-cartografia e sua utilização nos estudos de enfermagem, e também sua aplicação. Essa técnica possibilita a construção de um saber, caracterizando os sistemas de ações que dão movimento e que mapeiam o espaço. Ela propicia uma leitura sobre o quadro das práticas e das realidades, e também o entendimento das especialidades, revelando-se em um processo com significado para uma leitura social do mundo. A realização de pesquisas de enfermagem que utilizam a cartografia ainda é muito escassa; porém, acredita-se que a cartografia possa colaborar para a construção de um saber, caracterizando os sistemas de ações que dão movimento e que mapeiam o espaço.

Palavras-chave: Cartografia. Pesquisa Qualitativa. Enfermagem. Criança Hospitalizada

 

A dramatização no espaço hospitalar: uma estratégia de pesquisa com crianças

Sylvia Alves Cibreiros; Isabel Cristina dos Santos Oliveira

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2010; 14(1): 165 - 170

Resumo Download

O estudo tem por objetivo descrever a dramatização como uma abordagem metodológica, explicitando sua concepção teórica e a coleta de dados dessa estratégia nas pesquisas qualitativas com escolares hospitalizadas. A dramatização vincula-se ao brincar, uma forma de linguagem na infância, e mostrou-se como uma estratégia de coleta de dados promissora a ser usada por pesquisadores que desejem conhecer as percepções e entendimento das crianças sobre os diversos contextos de vida e papéis sociais, constituindo-se em opção de abordagem das crianças em pesquisas qualitativas.

Palavras-chave: Enfermagem Pediátrica. Criança Hospitalizada. Pesquisa Qualitativa. Coleta de Dados

 

A função das redes sociais de famílias de crianças hospitalizadas

Rita de Cássia Melão de Morais; Tania Vignuda de Souza; Isabel Cristina dos Santos Oliveira; Juliana Rezende Montenegro Medeiros de Moraes; Elena Araújo Martinez; Luciana de Cássia Nunes Nascimento

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2019; 23(4): -

Download

 

A institucionalização da enfermagem pediátrica: os cursos das Escolas Públicas do Rio de Janeiro (1986-1999)

Jakcilane Rosendo de GoisI; Priscila dos Anjos FonsecaII; Suzy Groeger LapaII; Isabel Cristina dos Santos OliveiraIII

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2007; 11(3): 429 - 436

Resumo Download

Trata-se de um estudo na perspectiva histórica, tendo como objetivo caracterizar os cursos de especialização em enfermagem pediátrica e neonatal das escolas de enfermagem públicas do Estado do Rio de Janeiro (1986 a 1999). As fontes primárias escritas são os relatórios e a legislação dos cursos existentes nos departamentos das escolas de enfermagem e nos acervos históricos das universidades. Em 1986, foram criados 2 cursos de especialização em enfermagem pediátrica (EEAN/UFRJ e EEAAC/UFF) e em 1992, um curso de especialização em enfermagem neonatal (FENF/UERJ). Constatou-se que os referidos cursos eram diferentes entre si, já que o da EEAN/UFRJ e FENF/UERJ enfocavam, em destaque, a criança no cenário hospitalar, e o da EEAAC/UFF abordava, também, a criança na comunidade. Conclui-se que a criação e a implementação dos três cursos demarcam a institucionalização da especialidade enfermagem pediátrica no Estado do Rio de Janeiro.

Palavras-chave: Enfermagem. Pediatria. Especialização. História da Enfermagem

 

A participação da mãe nos cuidados ao seu filho hospitalizado: uma perspectiva da equipe de enfermagem1

Carla Cristina Fernandes de SouzaI; Isabel Cristina dos Santos OliveiraII

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2003; 7(3): 379 - 387

Download

 

As ações de enfermagem frente ao direito à morte digna da criança hospitalizada

Nathalia Cristine Schuengue Pimentel Cholbi; Isabel Cristina dos Santos Oliveira; Sandra Alves do Carmo; Rita de Cassia Melão de Morais; Elena de Araújo Martinez; Luciana de Cássia Nunes Nascimento

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2019; 23(3): -

Download

 

Curso de Mestrado da EEAN/UFRJ retrospectiva, desenvolvimento e inovações

Rosângela da Silva Santos1; Ligia de Oliveira2; Viana Isabel Cristina dos Santos Oliveira3

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 1997; 1(1): 87 - 91

Resumo Download

O artigo trata do desenvolvimento do Curso de Mestrado da EEAN/ UFRJ, no trênio 1994 a 1996. Enfatiza as modificações ocorridas no Processo de Seleção, estratégias pedagógicas e avaliação do Curso. Ressalta que as estruturações sucessivas proporcionaram resultados positivos tais como: redução do período do curso, aumento significativo do número de dissertações defendidas, como também fortalecimento das linhas de pesquisa.

Palavras-chave: Nursing. Master's Program.

 

Interação familiar/acompanhante e equipe de enfermagem no cuidado à criança hospitalizada: perspectivas para a enfermagem pediátrica

Tania Vignuda de Souza; Isabel Cristina dos Santos Oliveira

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2010; 14(3): 551 - 559

Resumo Download

O estudo tem como objetivos: descrever os cuidados prestados pelo familiar/acompanhante e pela equipe de enfermagem à criança durante a internação; analisar as estratégias estabelecidas entre o familiar/acompanhante e a equipe de enfermagem para prestar os cuidados à criança; e discutir a interação do familiar/acompanhante e equipe de enfermagem quanto ao cuidado à criança hospitalizada. É um estudo de caso qualitativo. Os sujeitos são familiares/acompanhantes e equipe de enfermagem. Os dados foram analisados de acordo com a análise temática. Os cuidados prestados pelo familiar/acompanhante são iguais aos desenvolvidos no domicílio, e a equipe de enfermagem presta cuidados de maior complexidade. Os familiares/acompanhantes consideram a equipe de enfermagem atenciosa com seus filhos. Na admissão da criança podem ocorrer interferências como: medo e falta de confiança. Conclui-se que os familiares/acompanhantes que permanecem por mais tempo na instituição ou que reinternam apreendem a cultura hospitalar utilizando a terminologia científica e elaborando estratégias para proteger a criança.

Palavras-chave: Enfermagem Pediátrica. Cuidado de Enfermagem. Criança Hospitalizada. Relações Profissional-Família. Cultura

 

Internalização do cuidado: um estudo qualitativo com escolares que convivem com a doença falciforme

Luciana de Cassia Nunes Nascimento; Tania Vignuda de Souza; Isabel Cristina dos Santos Oliveira; Rita de Cássia Melão Morais; Maria Angélica Carvalho Andrade

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2021; 25(1): -

Download

 

Mães/acompanhantes de crianças com câncer: apreensão da cultura hospitalar

Rosana Fidelis Coelho Vieira, Tania Vignuda de Souza, Isabel Cristina dos Santos Oliveira, Rita de Cássia Melão de Morais, Isabela Fornerolli de Macedo, Jackcilane Rosendo de Gois

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2017; 21(1): -

Download

 

O trabalho da enfermagem em emergencia pediatrica na perspectiva dos acompanhantes

Fernanda Guimarães Neves, Juliana Rezende M. M. de Moraes, Rita de Cássia Melão Morais, Tania Vignuda de Souza, Lia Leão Ciuffo, Isabel Cristina dos Santos Oliveira

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2016; 20(3): -

Download

 

Os Doutores da Alegria na unidade de internação pediátrica: experiências da equipe de enfermagem

Roberta Ramos de OliveiraI; Isabel Cristina dos Santos OliveiraII

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2008; 12(2): 230 - 236

Resumo Download

O estudo enfoca a experiência da equipe de enfermagem com a atuação dos Doutores da Alegria na unidade de internação pediátrica, tendo como objetivos: descrever os conhecimentos da equipe de enfermagem quanto à atuação dos Doutores da Alegria e analisar as experiências da equipe de enfermagem quanto a esta atuação. O estudo é de natureza qualitativa, e os sujeitos do estudo foram dez membros da equipe de enfermagem. Para a abordagem dos sujeitos, foi utilizada a entrevista não diretiva em grupo. Constata-se que a maioria das depoentes conhece a atuação dos Doutores da Alegria, sendo possível evidenciar reações e benefícios durante a hospitalização da criança, bem como a tríade de relações entre palhaços, mãe acompanhante e equipe de enfermagem. Conclui-se que os palhaços atuam como agentes facilitadores, atentando para o fato de que brincadeiras e brinquedos constituem recursos que podem/devem ser utilizados no contexto hospitalar, acarretando novos significados ao cuidar.

Palavras-chave: Equipe de Enfermagem. Criança hospitalizada. Jogos e brinquedos

 

 

© Copyright 2023 - Escola Anna Nery Revista de Enfermagem - Todos os Direitos Reservados
GN1