ISSN (on-line): 2177-9465
ISSN (impressa): 1414-8145
Escola Anna Nery Revista de Enfermagem Escola Anna Nery Revista de Enfermagem
COPE
ABEC
BVS
CNPQ
FAPERJ
SCIELO
REDALYC
MCTI
Ministério da Educação
CAPES

Volume 15, Número 4, Out/Dez - 2011

FAC-SÍMILE

 

Valor psicológico no cuidado do paciente, em contraste com o cuidado funcional

 

 

Apresentação

Alexandre Barbosa de Oliveira

Professor Adjunto do Departamento de Enfermagem Fundamental da Escola de Enfermagem Anna Nery (UFRJ). Membro da Diretoria Colegiada do Núcleo de Pesquisa de História da Enfermagem Brasileira (Nuphebras). Coordenador Executivo do Portal de História da Enfermagem da Biblioteca Virtual em Saúde - Enfermagem. Brasil. E-mail: alexbaroli@yahoo.com.br

 

 

No ano de 1947, Maria de Lourdes Verderese (professora de Psicologia da Escola de Enfermagem de São Paulo) apresentou um trabalho no âmbito do II Congresso Nacional de Enfermagem, que foi publicado dois anos mais tarde na revista Anais de Enfermagem, com o título "Valor psicológico no cuidado do paciente, em contraste com o cuidado funcional".

Em seu texto, Verderese ressalta os avanços da medicina preventiva e da saúde pública e as potencialidades da enfermagem neste processo. Assim, a necessidade de ajustamento rápido e inteligente às situações de mudança, conjugada com a necessidade de revisão dos currículos e das atividades práticas nas escolas de enfermagem, é prescrição sua para a condução da "educação" das enfermeiras. Ademais, ela oportuniza suas impressões sobre o aproveitamento das ciências sociais ao lado das ciências biológicas, e, deste modo, destaca a psicologia, a sociologia e a antropologia para a boa prática da enfermagem.

Proveitosamente, a professora faz considerações sobre alguns pormenores do uso dos métodos funcional e de cuidado integral ao paciente na prática educacional/profissional. Suas ponderações pretéritas ganham pertinência no momento presente, quando ainda discutimos questões acerca da divisão do trabalho em tarefas e da visão holística do homem, bem como da dicotomia entre a concepção e a execução do cuidado. Isso demonstra a constante inquietação dos profissionais de enfermagem em definir modelos de assistência que sejam mais afinados com as necessidades do ser humano, e em "subverter" o método funcional em seus ambientes de trabalho.

 

© Copyright 2022 - Escola Anna Nery Revista de Enfermagem - Todos os Direitos Reservados
GN1