ISSN (on-line): 2177-9465
ISSN (impressa): 1414-8145
Escola Anna Nery Revista de Enfermagem Escola Anna Nery Revista de Enfermagem
COPE
ABEC
BVS
CNPQ
FAPERJ
SCIELO
REDALYC
MCTI
Ministério da Educação
CAPES

Volume 3, Número 1, Jan/Abr - 1999

Pesquisadores de enfermagem e de outras áreas, Colegas Enfermeiros e Enfermeiras, Futuros Enfermeiros e Enfermeiras. Meu cordial bom dia!

Quero, no ensejo desse momento, registrar o meu prazer e alegria em estar participando de um momento ímpar na história da construção de novos caminhos para o desenvolvimento da enfermagem. Para a Escola de Enfermagem Anna Nery (EEAN) da Universidade Federal do Rio de Janeiro, instituição que represento na condição de Diretora, é uma honra se agregar ao Centro Colaborador da Organização Mundial de Saúde para o desenvolvimento da Pesquisa em Enfermagem da Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo.

O Termo de Convênio celebrado entre as duas instituições demarca a ultrapassagem dos limites invisíveis das fronteiras de produção e divulgação do conhecimento que permeia o pensar e o fazer enfermagem no mundo de hoje. Estamos falando não apenas das barreiras geográficas, riscadas nos mapas territoriais ou das dificuldades de comunicação entre as diferentes pessoas e os diferentes países. Queremos dar destaque, também, à pluralidade de correntes de pensamento que subsidiam a produção do saber de uma disciplina científica, muito jovem, que vem tentando superar sua juventude intelectual dentro de um ritmo o mais sincrónico possível com as transformações sociais, políticas, econômicas, culturais e internacionais. O que parece recuo a um primeiro olhar pode revelar-se como força motriz de um novo tempo, de uma possibilidade nova de pensar e fazer enfermagem em parceria e como solidariedade.

Temos absoluta certeza de que a celebração de convênio dessa natureza representa um grande avanço para o crescimento e desenvolvimento da enfermagem. Ele favorece a ultrapassagem das barreiras institucionais quando, de comum acordo, viabiliza a definição de estratégias conjuntas de incremento à pesquisa, divulgação de resultados de investigação, promove o intercâmbio de docentes e discentes, bem como muitas outras atividades conjuntas.

A Escola de Enfermagem Anna Nery (EEAN) tem em sua bagagem o legado do pioneirismo na implantação da enfermagem científica no Brasil. O que contribui em um corte epistemológico no modo de ensinar e praticar a enfermagem. A criação da Escola de Enfermeiras do Departamento Nacional de Saúde Pública, pela missão americana liderada por Miss Ethel Parsoons, trazida pelo eminente sanitarista Carlos Chagas, definiu um pensamento científico próprio da enfermagem, estabeleceu uma profissão nova e emergiu a categoria de enfermagem.

Ainda essa Escola, na década de 70, viveu a ousadia de implantar o primeiro programa de Pós-Graduação Stricto Sensu - o Curso de Mestrado em Enfermagem, cuja primeira turma teve como aluna a Profª. Isabel Amélia, hoje eminente Diretora da Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto (EERP).

Já a Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto, promoveu outro corte epistemológico importante na história da nossa profissão no Brasil, ao criar o primeiro curso de Doutorado em Enfermagem, na década de 80, consolidando, assim, a formação stricto sensu dos enfermeiros. Dois caminhos construídos que agora se cruzam no estabelecimento dessa parceria. É por tudo isso, e muito mais, que essas palavras podem expressar de público que reitero a nossa honra em trilhar por esses novos caminhos que começam a se delinear.

 

1. Discurso proferido no VI Colóquio Pan-Americano de Investigação em Enfermagem, realizado na EERP em maio de 1998, ocasião da divulgação da assinatura do convênio de afiliação da EEAN à EERP - Centro Colaborador da OMS para o Desenvolvimento da Pesquisa em Enfermagem.

© Copyright 2021 - Escola Anna Nery Revista de Enfermagem - Todos os Direitos Reservados
GN1