ISSN (on-line): 2177-9465
ISSN (impressa): 1414-8145
Escola Anna Nery Revista de Enfermagem Escola Anna Nery Revista de Enfermagem
COPE
ABEC
BVS
CNPQ
FAPERJ
SCIELO
REDALYC
MCTI
Ministério da Educação
CAPES

Resultado da Busca - Total: 61

A dimensão da ação nas representações sociais da tecnologia no cuidado de enfermagem

Rafael Celestino da Silva; Márcia de Assunção Ferreira

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2011; 15(1): 140 - 148

Resumo Download

Objetiva-se identificar os modos de agir dos enfermeiros diante do cuidado do cliente portador de aparatos tecnológicos, a partir de suas representações sociais sobre a tecnologia. O referencial teórico foi o da teoria das representações sociais. Pesquisa qualitativa, com realização de entrevistas, observação sistemática e análise de conteúdo temática. Sujeitos: onze enfermeiros novatos e treze veteranos. Os resultados mostraram a existência de duas linhas condutoras da ação do enfermeiro junto ao cliente que se utiliza dos aparatos tecnológicos: a do cuidado tecnológico, no qual existe uma ação que articula o saber tecnológico e os saberes inerentes ao cuidado de enfermagem; e a da ação tecnológica, em que o profissional age orientado somente tendo em vista a máquina. Concluiu-se que a tecnologia pode estar orientando a formação de determinados estilos de cuidar na enfermagem.

Palavras-chave: Tecnologia Biomédica. Unidades de Terapia Intensiva. Enfermagem. Cuidados de Enfermagem. Psicologia Social

 

A dimensão prática do cuidado de enfermagem: representações sociais de acadêmicos de enfermagema

Natália Elisa Duarte1; Márcia de Assunção Ferreira2; Márcia Tereza Luz Lisboa3

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2012; 16(2): 227 - 233

Resumo Download

O objetivo foi identificar os aspectos da dimensão prática do cuidado de enfermagem na perspectiva das representações sociais elaboradas por acadêmicos iniciantes e concluintes da graduação. O referencial teórico-metodológico foi o da Teoria das Representações Sociais. Tratou-se de uma pesquisa de abordagem qualitativa exploratória, com coleta de dados por entrevista individual com 28 acadêmicos, que sofreu análise temática de conteúdo. Os resultados demonstraram as peculiaridades dos elementos constituintes das representações sociais elaboradas pelos dois grupos. As representações sociais dos dois grupos se distinguem, já que os iniciantes descrevem uma prática voltada aos aspectos afetivo-expressivos, enquanto os concluintes trazem marcadamente a conjugação desses aspectos com o conhecimento científico.
CONCLUSÃO: O curso de graduação, gradativamente, influencia nas representações sociais do cuidado e, consequentemente, na sua dimensão prática.

Palavras-chave: Enfermagem. Cuidados de enfermagem. Psicologia social.

 

A linguagem como ferramenta do cuidado do enfermeiro em cirurgia cardíaca

Ana Carla Dantas CavalcantiI; Maria José CoelhoII

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2007; 11(2): 220 - 226

Resumo Download

Este estudo descreveu a linguagem utilizada no dia-a-dia por enfermeiros em unidade de terapia intensiva cardíaca. Apoia-se em uma abordagem qualitativa, descritiva, que utilizou a etnometodologia, envolvendo os conceitos de prática, indicialidade e noção de membro. Para a coleta de dados, foram realizadas observação participante e fotografia para captação da imagem gestual. Os resultados apontam a utilização de palavras científicas, siglas e abreviações, silêncio, gestos e palavras com significado distinto. Essa linguagem é totalmente entendida pelos membros do grupo e se apresenta de forma natural pelos atores sociais; no entanto, não é de domínio do cliente, podendo ocasionar falsas interpretações. Dessa forma, este estudo propõe uma reflexão sobre a importância de utilizar-se no cotidiano uma linguagem compreendida não só pelos profissionais, mas também pelo cliente, para que esta seja uma ferramenta do cuidar/cuidado de enfermagem.

Palavras-chave: Enfermagem. Cuidados de Enfermagem. Linguagem

 

A produção científica da enfermagem e a utilização da teoria de Madeleine Leininger: revisão integrativa 1985 - 2011

Márcia Daniele Seima; Tatiane Michel; Marineli Joaquim Méier; Marilene Loewen Wall; Maria Helena Lenardt

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2011; 15(4): 851 - 857

Resumo Download

Trata-se de revisão integrativa cujo objetivo foi refletir sobre a utilização da teoria da diversidade e universalidade do cuidado cultural de Madeleine Leininger na produção científica brasileira de enfermagem. Foram consultadas as bases de dados: Base de Dados de Enfermagem, Literatura Latino-americana e do Caribe em Ciências da Saúde e Scientific Electronic Library Online no período amostral de janeiro de 1985 a janeiro de 2011. Foram selecionados 62 artigos dos quais emergiram quatro grupos segundo a semelhança metodológica: 16,12% tratam de relatos de experiência; 45,16%, de processos investigativos; 22,58%, de reflexão e 16,12%, de revisão sobre a teoria de Leininger. Constatou-se que a teoria é utilizada para favorecer a proposta do cuidado holístico em enfermagem e a intenção de conhecer e respeitar a cultura dos clientes para que as ações da enfermeira alcancem o resultado almejado. Suscita valiosa contribuição ao trazer reflexões e delinear orientações para a prática de enfermagem.

Palavras-chave: Enfermagem transcultural. Teoria de Enfermagem. Cuidados de enfermagem

 

A tecnologia em saúde: uma perspectiva psicossociológica aplicada ao cuidado de enfermagem

Rafael Celestino da SilvaI; Márcia de Assunção Ferreira II

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2009; 13(1): 169 - 173

Resumo Download

Objetiva-se demonstrar a relevância social do fenômeno tecnologia no cuidado em saúde como objeto de conhecimento psicossociológico. A tecnologia pode determinar o estilo de vida da sociedade, levando o homem a desenvolver sentimentos e comportamentos de adoração, medo, aproximação e afastamento. O fenômeno tecnologia em saúde integra pensamentos e discussões dos profissionais, fazendo circular informações entre eles, levando-os a elaborarem conhecimentos que alicerçam seus modos de agir. Pressupõe-se que a presença de recursos tecnológicos em ambientes de cuidado gera em quem cuida inquietações, sentimentos e comportamentos que se relacionam às representações sobre determinado objeto, no caso a tecnologia em saúde, as quais determinam diferentes modos de cuidar. Entender a tecnologia no cuidado em saúde na abordagem psicossociológica possibilita o conhecimento do campo que congrega elementos que constroem as representações sociais, no intento de compreender tais modos de cuidar.

Palavras-chave: Tecnologia Biomédica. Cuidados de Enfermagem. Enfermagem. Unidades de Terapia Intensiva

 

A temática do álcool e outras drogas na produção científica de enfermagem

Malena Storani Gonçalves Rosa; Claudia Mara de Melo Tavares

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2008; 12(3): 549 - 554

Resumo Download

Este trabalho analisa a inserção do enfermeiro na prática de atenção ao usuário de álcool e outras drogas através da revisão sistemática de artigos em periódicos científicos. Foi realizada uma revisão sistemática de literatura nas bases de dados virtuais BDENF, SCIELO, LILACS e BIREME no período de 2001 a 2006. Foram encontrados 29 artigos relacionados com a temática. Os dados foram agrupados nas seguintes categorias: formação do enfermeiro para lidar com usuários de álcool e outras drogas; dificuldades encontradas pelos enfermeiros na atenção aos usuários de álcool e outras drogas e estratégias para promoção à saúde. Conclui-se que a Enfermagem ainda carece de profissionais qualificados para atender às necessidades dos usuários de álcool e outras drogas, fato que pode ser modificado com a inclusão da temática nas disciplinas da graduação e com a realização de treinamento dos enfermeiros dos diferentes serviços de saúde.

Palavras-chave: Transtornos Relacionados ao Uso de Substâncias. Atenção à Saúde. Assistência de Enfermagem

 

A vivência de mães de recém-nascidos prematuros no processo de lactação e amamentação

Rosangela Venancio da SilvaI; Isília Aparecida Silva II

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2009; 13(1): 108 - 115

Resumo Download

Este estudo qualitativo teve como objetivo geral compreender a vivência da amamentação de mães de recém-nascidos prematuros durante a internação de seus filhos e como objetivo específico descrever a performance de amamentação e condições de suas mamas e lactação, por ocasião da alta dos filhos. Adotaram-se o modelo Pesando Riscos e Benefícios como referencial de análise e o método do Discurso do Sujeito Coletivo para organização dos dados. Participaram do estudo 11 mulheres, mães de bebês prematuros internados na Unidade Neonatal do HU-USP. A entrevista semiestruturada possibilitou a elaboração de oito Discursos do Sujeito Coletivo listados em dois blocos com os seguintes temas: "Lactação e amamentação" e "Contexto hospitalar e doméstico", que possibilitaram de compreensão de que as mães deste estudo vivenciam um processo de avaliação contínua das condições de saúde, crescimento e desenvolvimento da criança, que contribui para sua motivação para amamentar e direciona suas ações no prosseguimento da amamentação.

Palavras-chave: Lactação. Aleitamento Materno. Prematuro. Cuidados de Enfermagem

 

Acidente vascular encefálico como complicação da hipertensão arterial: quais são os fatores intervenientes?

Larissa Bento de Araújo Mendonça1; Francisca Elisângela Teixeira Lima2; Sherida Karanini Paz de Oliveira3

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2012; 16(2): 340 - 346

Resumo Download

O objetivo foi identificar os fatores intervenientes na adesão ao tratamento anti-hipertensivo que contribuíram para surgimento doacidente vascular encefálico (AVE). Estudo descritivo realizado em uma Unidade de AVE de um hospital público. A amostra constituiusede 75 pacientes com diagnóstico de Hipertensão Arterial Sistêmica acometidos por um AVE. A coleta de dados aconteceu emmarço e abril de 2010. Estudo aprovado pelo Comitê de Ética e Pesquisa sob parecer nº 110302/10. Os fatores intervenientesna adesão do paciente ao tratamento anti-hipertensivo foram: sexo masculino (61,4%), idade >60 anos (48%), antecedentesfamiliares para HAS (68%), baixa escolaridade (72%), renda familiar até um salário mínimo (52%) e presença de efeitos colaterais(22,6%). Talvez a experiência de um AVE seja um fator determinante para a maior adesão do paciente ao tratamento antihipertensivo. É necessário que os enfermeiros realizem acompanhamento ao hipertenso periodicamente, informando-o acerca dadoença e do tratamento, visando evitar complicações.

Palavras-chave: Hipertensão. Cuidados de enfermagem. Acidente cerebral vascular.

 

Ações participativas em uma comunidade virtual de enfermagem

Jaqueline Santos de Andrade MartinsI; Marcos Antônio Gomes BrandãoII; Viviane Modesto FerrazIII; Cristiane Casquilha RochaIV; Daniele da Nóbrega FernandesV

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2009; 13(1): 36 - 43

Resumo Download

O estudo aborda a interação no âmbito da Enfermagem em ambientes virtuais, ressaltando sua importância para o cuidado e aprendizagem da profissão. Objetivos: Propor uma categorização de ações participativas expressas em mensagens de identidades virtuais de uma comunidade de enfermagem; e verificar a distribuição das categorias de ações participativas, de modo a correlacioná-las com o processo de interação na comunidade virtual. Métodos: Estudo exploratório de abordagem quantitativa, com análise de conteúdo textual e estatística descritiva. Verificaram-se nove categorias para as ações participativas. Resultados: As categorias para as ações participativas mais prevalentes foram comentário, questionamento e resposta, sendo denominadas tríade da conversação. Conclusão: Pontua-se a validade em tomar as ações participativas como elementos básicos indicativos de interações e transações na perspectiva sistêmica aplicada à Enfermagem. Esta compreensão traz contribuições para uma melhor caracterização de ambientes, indivíduos e suas relações no espaço virtual da Internet.

Palavras-chave: Comunicação. Relações Interpessoais. Internet. Cuidados de Enfermagem

 

Alimentação e saúde: sentidos atribuídos por adolescentes

Julyana Gall da Silva; Maria Luiza de Oliveira Teixeira; Márcia de Assunção Ferreira

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2012; 16(1): 88 - 95

Resumo Download

OBJETIVOS: identificar o saber de adolescentes sobre uma alimentação saudável, analisar os alimentos que compõem suas refeições, discutir este consumo à luz de uma alimentação saudável e programar ações de educação em saúde sobre o tema.
MÉTODO:Pesquisa convergente-assistencial, com entrevista individual e aplicação de um roteiro com questões fechadas e abertas. Participaram 14 adolescentes, entre 14 e 17 anos, de um colégio público.
RESULTADOS: apesar de os adolescentes saberem sobre os hábitos saudáveis de alimentação, a maioria declarou não os seguir. A cultura de alimentação com comidas de preparação rápida marca seus hábitos, podendo trazer consequências à sua saúde.
CONCLUSÃO: intervenções são necessárias para a melhoria dos hábitos alimentares dos adolescentes, para que eles perdurem na fase adulta. Como parte da pesquisa convergente-assistencial, a educação em saúde, baseada no diálogo, investiu no esclarecimento dos adolescentes sobre o tema.

Palavras-chave: Adolescente. Alimentação. Cuidados de enfermagem. Educação em saúde

 

Arteterapia na assistência de enfermagem em oncologia: produções, expressões e sentidos entre pacientes e estudantes de graduação

Izabel Cristina Falcão Juvenal BarbosaI; Míria Conceição Lavínas SantosII; Glória da Conceição Mesquita LeitãoIII

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2007; 11(2): 227 - 233

Resumo Download

O objetivo deste artigo é relatar a experiência vivida por um grupo de alunas do Curso de Graduação em Enfermagem da Universidade Federal do Ceará, na disciplina Administração do Processo de Trabalho em Enfermagem II, na administração do ócio dos pacientes em um hospital de Fortaleza-CE. A experiência didática foi uma representação plástica a partir do Quadro de Referência Cognitivo-Comportamental realizado em abril de 2002, e teve como sujeitos sete pacientes e seis alunas de enfermagem. A criatividade artística dos pacientes fluiu em conseqüência do diálogo do artista com sua produção. A análise das produções artísticas foi complementada pelas observações das alunas. As obras produzidas foram interpretadas com a ajuda do teste de cores de Lüscher o que permitiu inferir o comportamento e os sentimentos exteriorizados nas cores variadas selecionadas pelos pacientes.

Palavras-chave: Terapia pela Arte. Cuidados de Enfermagem. Enfermagem Oncológica

 

As facetas do convívio com o HIV: formas de relações sociais e representações sociais da AIDS para pessoas soropositivas hospitalizadas

Antonio Marcos Tosoli Gomes; Denize Cristina de Oliveira; Érick Igor dos Santos; Caren Camargo do Espírito Santo; Bruno Rafael Gomes Valois; Ana Paula Munhen de Pontes

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2012; 16(1): 111 - 120

Resumo Download

O objetivo deste estudo foi analisar as formas de relacionamentos sociais estabelecidos por pessoas hospitalizadas que vivem com HIV a partir das representações sociais que possuem acerca da AIDS. Utilizou-se a abordagem qualitativa, descritiva, baseada na Teoria das Representações Sociais. O cenário foi um hospital universitário situado no município do Rio de Janeiro. Participaram 13 sujeitos. Os dados foram coletados por meio de entrevistas em profundidade e analisados a partir da análise lexical utilizandose o software Alceste 4.7. O bloco temático analisado abarca as classes 2, 4 e 5. São evidenciadas formas de relação mantidas no contexto da exposição ao vírus, no contexto de cuidado prestado pela equipe de enfermagem, e, por fim, no contexto de enfrentamento da AIDS no relacionamento consigo e com o mundo. Conclui-se que os sujeitos do estudo parecem esquematizar suas multifacetárias relações interpessoais a partir de uma organização psicossociológica do HIV/AIDS.

Palavras-chave: Síndrome de imunodeficiência adquirida. Cuidados de enfermagem. Doenças sexualmente transmissíveis

 

As interfaces do cuidado pelo olhar da complexidade: um estudo com um grupo de pós-graduandos de enfermagem

Alacoque Lorenzini Erdmann; Keyla Cristiane do Nascimento; Gabriela Marcelino; Juliana Aparecida Ribeiro

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2005; 9(3): 411 - 420

Resumo Download

O cuidado é um processo interativo, dinâmico, solidário, técnico-científico, criativo, e caracteriza o trabalho da Enfermagem. Objetivou-se identificar o conceito de cuidado, os espaços onde o mesmo acontece, quem o pratica e quais as suas dimensões visualizadas por pós-graduandos em enfermagem de uma universidade federal. Trata-se de um estudo qualitativo, exploratório-descritivo. A coleta de dados foi realizada em outubro e novembro de 2004, mediante entrevista com 15 discentes de pós-graduação em enfermagem. Os dados foram submetidos à análise de conteúdo temática, interpretados ao olhar do referencial da complexidade. Os resultados mostram os tipos de cuidado, espaços de cuidado, seres humanos envolvidos no cuidado e as dimensões de cuidado visualizadas pelos sujeitos do estudo. Estes resultados apontam para um cuidar ora mais criativo, com responsabilidade e mais autonomia, e ora mais caritativo e solidário. A complexidade do cuidado é evidenciada nas relações, interações e associações dos seres humanos, nos diversos espaços sociais.

Palavras-chave: Cuidado de Enfermagem. Formação de Conceito. Estudantes de Enfermagem

 

As práticas lúdicas no cotidiano do cuidar em enfermagem pediátrica

Tábatta Renata Pereira de Brito; Zélia Marilda Rodrigues Resck; Denis da Silva Moreira; Soraia Matilde Marques

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2009; 13(4): 802 - 808

Resumo Download

Ainda que a ludicoterapia tenha valor terapêutico na hospitalização e necessite ser incorporada no processo de cuidar em Enfermagem Pediátrica, sua utilização não é efetiva nas instituições brasileiras. Sendo assim, objetiva-se apreender dos acadêmicos de Enfermagem o fazer práticas lúdicas com crianças hospitalizadas durante a formação profissional. Metodologicamente, adotou-se a abordagem qualitativa fenomenológica, considerando 16 acadêmicos do oitavo período do Curso de Enfermagem da Universidade Federal de Alfenas, após Consentimento Livre e Esclarecido. Utilizou-se entrevista aberta com a questão norteadora: Como são as atividades lúdicas no cotidiano de trabalho em Unidade Pediátrica? Os resultados são evidenciados pelas categorias motivação/gratificação, falta de empenho e iniciativa, e impotência. Por conseguinte, considerou-se que a inserção do lúdico em pediatria se processa gradativamente, e que o fazer práticas lúdicas implica rever a formação acadêmica, tornando a articulação ensino/pesquisa/extensão forte e coerente, para que os conteúdos enfatizem a humanização e integralização da assistência.

Palavras-chave: Pediatria. Hospitalização. Cuidados de Enfermagem

 

Assistência de enfermagem às famílias de indivíduos que tentaram suicídio

Aline Aparecida Buriola; Ivonete Arnauts; Maria das Neves Decesaro; Magda Lúcia Félix de Oliveira; Sonia Silva Marcon

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2011; 15(4): 710 - 716

Resumo Download

Estudo qualitativo que objetivou conhecer a assistência de enfermagem oferecida aos familiares de indivíduos que tentaram suicídio, durante o atendimento inicial da ocorrência. Os dados foram coletados, em maio e junho de 2008, de 21 enfermeiros atuantes em Unidades de Atenção às Urgências, de três cidades do Sul do Brasil, por meio de entrevista semiestruturada. Na análise emergiram duas categorias: "A prática profissional e o cuidado à família do indivíduo que tentou suicídio" e "Emergindo as emoções no viver profissional", as quais revelam que as famílias normalmente são procuradas para informações sobre o caso, mas raramente constituem foco da assistência. Os profissionais mostram-se descontentes com esta situação, contudo percebem-se limitados, embora acreditem que maior atenção instituiria medidas eficazes para um cuidado humanizado. Estes resultados podem subsidiar a atuação dos enfermeiros com vistas a uma assistência que considere a pessoa e a família de forma holística.

Palavras-chave: Suicídio. Assistência de enfermagem. Família

 

Avaliação de cuidados na terapia intravenosa: desafio para a qualidade na enfermagemaa

Ana Claudia Yassuko Murassaki1; Gelena Lucinéia Gomes da Silva Versa2; José Aparecido Bellucci Júnior3; Viviani Camboin Meireles4; Dagmar Willamowius Vituri5; Laura Misue Matsuda6

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2013; 17(1): 11 - 16

Resumo Download

Estudo multicêntrico, prospectivo, descritivo-exploratório, realizado em hospitais de ensino públicos (A e B), que objetivou avaliar cinco indicadores de qualidade de enfermagem relacionados à terapia intravenosa periférica. Utilizou-se o Instrumento de Registro de Busca Ativa em 1.307 observações dos seguintes indicadores: identificação e validade do acesso venoso periférico; de equipos; e dos frascos de soro. Determinou-se o Índice de Positividade (IP) para Qualidade da Assistência (QA): Desejável (100% IP); Adequada (90-99%); Segura (80-89%); Limítrofe (71-79%); Sofrível (< 70%). A QA apresentou-se Segura apenas para os indicadores identificação e validade de equipos e dos frascos de soro da instituição B. Os demais indicadores, em ambas as instituições, alcançaram QA Sofrível ou Limítrofe. Considerando que nenhum dos indicadores avaliados obteve QA Adequada nem Desejável, conclui-se que o processo de cuidado para com a terapia intravenosa, principalmente na instituição B, necessita de maior atenção por parte das lideranças e respectivas equipes

Palavras-chave: Infusões intravenosas. Cuidados de enfermagem. Qualidade da Assistência à saúde. Enfermagem.

 

Bebida alcoólica na adolescência: o cuidado-educação como estratégia de ação da enfermagem

Lívia Rodrigues Mendes; Maria Luiza de Oliveira Teixeira; Márcia de Assunção Ferreira

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2010; 14(1): 158 - 164

Resumo Download

Pesquisa sobre os significados do uso do álcool por adolescentes.
OBJETIVOS: Identificar o significado atribuído pelos adolescentes ao consumo de bebidas alcoólicas; caracterizar a quantidade e os principais locais de consumo dessas bebidas; e detectar fatores de risco e/ou tendência para este consumo.
METODOLOGIA: qualitativa, convergente assistencial, articulada ao cuidado-educação. Aplicou-se um instrumento de entrevista, semiestruturado, com questões abertas. Realizaram-se dois grupos com seis adolescentes cada. O maior consumo de bebidas alcoólicas pelos adolescentes ocorre em festas e comemorações, evidenciando o apelo social do álcool, que representa um facilitador para a interação, socialização e permissividade de atitudes e pensamentos não aceitos socialmente. Os adolescentes não se reconhecem como vítimas potenciais, associando a problemática a outros jovens, não a eles mesmos e a seu grupo. A metodologia favoreceu o entrosamento dos participantes, e as orientações e discussões contribuíram para reflexões e desmistificações das ideias dos sujeitos sobre o consumo de bebidas alcoólicas.

Palavras-chave: Adolescente. Cuidados de enfermagem. Educação em saúde. Consumo de bebidas alcoólicas

 

Concepções de professores de enfermagem sobre drogas

Gertrudes Teixeira LopesI; Halyne Limeira PessanhaII

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2008; 12(3): 465 - 472

Resumo Download

OBJETO: concepções dos docentes da Faculdade de Enfermagem da Universidade do Estado do Rio de Janeiro FENF/UERJ sobre o fenômeno das drogas. Objetivos: identificar as concepções dos docentes da FENF/UERJ sobre o fenômeno das drogas e discutir estas concepções. Pesquisa de campo com abordagem qualitativa. O cenário foi a FENF/UERJ. Os sujeitos foram dez docentes. A base para inclusão dos sujeitos foi o levantamento das áreas de ensino que abordavam o fenômeno das drogas, realizado na faculdade. Utilizamos a entrevista temática e a pesquisa documental. O roteiro de entrevista compôs-se de 14 questões. Observaram-se os aspectos éticos da Resolução 196/96. A análise e tratamento dos dados deram-se pelo método de Análise de Conteúdo de Bardin. Percebemos que os professores concebem as drogas por diferentes vertentes e dentro de diversos modelos de atenção ao usuário de drogas. A concepção marcante foi a droga como doença, sendo fortemente influenciada pelas condições sociais e individuais.

Palavras-chave: Enfermagem. Drogas ilícitas. Ensino. Formação de conceito

 

Construção de um paradigma de cuidado de enfermagem pautado nas necessidades humanas e de saúde

Denize Cristina de Oliveira; Antonio Marcos Tosoli Gomes; Ana Paula Munhen de Pontes; Camila Perroni Marouço da Costa

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2011; 15(4): 838 - 844

Resumo Download

Propõe-se a problematização da adoção dos conceitos de necessidades básicas humanas e de necessidades de saúde para a constituição das bases epistemológicas de um conceito de cuidado de enfermagem que possibilite a orientação da ação profissional para o seu atendimento, no contexto da pós-modernidade. A proposição básica desenvolvida é a do acesso às necessidades humanas e de saúde através das representações sociais, com suas derivações conceituais para o cuidado em enfermagem e suas tecnologias de trabalho. Demonstra-se que as necessidades de saúde podem ser proveitosamente acessadas através da exploração tanto das dimensões objetivas, quanto das subjetivas do processo saúde-doença, como representadas pelos sujeitos e subjacentes às suas demandas. Discute-se, ainda, a necessidade de repensar o modelo tecnológico de trabalho e a de estabelecer novas bases teóricas para o processo de cuidar em enfermagem, a partir das necessidades negociadas entre os sujeitos individuais e coletivos e os profissionais nas instituições de saúde.

Palavras-chave: Determinação de necessidades de cuidados de saúde. Cuidados de enfermagem. Assistência à saúde

 

Cuidado de enfermagem a pessoas com hipertensão fundamentado na teoria de parse

Fabíola Vládia Freire da Silva1; Lúcia de Fátima da Silva2; Maria Vilani Cavalcante Guedes3; Thereza Maria Magalhães Moreira4; Ana Cleide Silva Rabelo5; Keila Maria de Azevedo Ponte6

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2013; 17(1): 111 - 119

Resumo Download

Este estudo propõe o cuidado de enfermagem, baseado nos princípios de Parse, a pessoas com hipertensão consultadas na Estratégia Saúde da Família. Estudo descritivo, de cunho qualitativo, realizado de março a maio de 2011, com quatorze enfermeiros no município de Itapajé-Ceará. Para coleta das informações utilizou-se a entrevista semiestruturada e, para análise, o discurso dos sujeitos. Emergiram três categorias baseadas nos princípios de Parse: Multidimensão dos significados - o enfermeiro conduz ao relato dos significados; Sincronização de ritmos - o enfermeiro ajuda a identificar harmonia e desarmonia; Mobilização da transcendência - o enfermeiro guia o plano de mudanças. Notou-se aproximação dos discursos ao teorizado por Parse quando citaram buscar um cuidado humanizado, com a participação da família, valorização da autonomia, utilização da educação em saúde, com orientações individuais. Percebeu-se a viabilidade na implementação do cuidado de enfermagem fundamentado na Teoria de Parse a pessoas com hipertensão.

Palavras-chave: Teoria de enfermagem. Cuidados de enfermagem. Hipertensão.

 

Cuidado humanístico e percepções de enfermagem diante da dor do recém-nascido

Ana Luíza Paula de Aguiar Lélis; Leiliane Martins Farias; Maria Aneuma Bastos Cipriano; Maria Vera Lúcia Moreira Leitão Cardoso; Marli Teresinha Gimeniz Galvão; Joselany Afio Caetano

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2011; 15(4): 694 - 700

Resumo Download

Este estudo objetivou apreender o significado do cuidado oferecido pelo enfermeiro ao recém-nascido em procedimentos dolorosos e conhecer as intervenções realizadas pelos enfermeiros para amenizar a dor do recém-nascido. Estudo descritivo, realizado na Unidade de Terapia Intensiva Neonatal de um hospital público de Fortaleza-CE em julho/2010. Os sujeitos foram dez enfermeiras, e a coleta de dados se realizou através de um questionário. Os dados foram organizados em três categorias: O significado de cuidado diante da dor do recém-nascido; a assistência humanizada junto ao recém-nascido; e intervenções de enfermagem diante da dor do recém-nascido. Estes foram analisados à luz da Teoria Humanística de Paterson e Zderad. Constatou-se que o cuidado ao recém-nascido deveria ser direcionado a minimizar os fatores estressores durante a situação dolorosa e que as intervenções citadas foram predominantemente não farmacológicas, envolvendo ações desenvolvidas para a recém-nascido e o ambiente da Unidade.

Palavras-chave: Dor. Recém-nascido. Cuidados de enfermagem

 

Cuidados com a pele do recém-nascido: análise de conceito

Fernanda Cavalcante Fontenele1; Lorita Marlena Freitag Pagliuca2; Maria Vera Lúcia Moreira Leitão Cardoso3

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2012; 16(3): 480 - 485

Resumo Download

O foco do enfermeiro é o cuidado ao ser humano e, em neonatologia, o cuidar da pele do recém-nascido é prioridade. Objetivouse analisar o conceito de cuidado com a pele do recém-nascido. Referencial teórico metodológico utilizado: Modelo de Análise de Conceito de Rodgers, que permitiu analisar os antecedentes, atributos e consequentes do conceito estudado. Identificaram-se os antecedentes: prematuridade, risco de infecção, monitorização, fatores ambientais, alterações fisiológicas, antissépticos, assistência intensiva, procedimentos invasivos, lesão, exame físico e baixo peso. Atributos: contínuo, individualizado, dinâmico, eficaz, criterioso, delicado, humanizado, seguro, integral, prioridade, imediato e padronizado. Consequentes: previne lesões, mantém a pele íntegra, melhora a condição da pele, o quadro clínico e a circulação, controla as perdas de água, previne infecção e proporciona conforto.. Este método oferece um suporte na consolidação do conhecimento. O conceito analisado revelou importante associação com a prematuridade e risco de infecção, relacionando-se com as características ao longo do tempo.

Palavras-chave: Formação de conceito. Cuidados de enfermagem. Recém-nascido. Pele.

 

Cuidados de saúde: paradigma de enfermeiros no México - a reconstrução da estrada

María de Lourdes García HernándezI; Beatriz Arana GómezII; Lucila Cárdenas BecerrilIII; Araceli Monroy RojasIV

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2009; 13(2): 287 - 296

Resumo Download

Faz-se uma pesquisa histórico-sociológica dos antecedentes e das bases filosóficas que fundamentam o desempenho do pessoal profissional de enfermagem no México, os quais permitam conhecer e reconhecer a necessidade urgente de transitar do paradigma saúde-enfermidade ao de vida-saúde. Isso responde às necessidades da população no âmbito da saúde, em uma sociedade na qual a atenção radica na doença, e não na saúde, sendo esta outorgada em um sistema hospitalar e com altos custos. É uma pesquisa cuja metodologia se baseia no enfoque da sociologia das profissões, apoiada em amplas entrevistas. A população de estudo se conformou de 10 enfermeiros de um hospital público de segundo nível de atenção à saúde. Os resultados indicam que enquanto a atenção de enfermagem se outorgar em uma área hospitalar, o paradigma vida-saúde irá demorar em se instalar no ser e fazer dos enfermeiros.

Palavras-chave: Enfermagem. Cuidados de Enfermagem. Assistência à Saúde

 

Cuidar de pessoas com tetraplegia no ambiente domiciliário: intervenções de enfermagem na dependência de longo prazo

Ana Paula ScraminI; Wiliam César Alves MachadoII

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2006; 10(3): 501 - 508

Resumo Download

O crescente índice de acidentes de trânsito e a violência urbana contribuem para o aumento de pessoas com seqüelas neurológicas graves na coluna vertebral, fenômeno com reflexos diretos na relação de dependência de suas vítimas com cuidados sistemáticos de enfermagem. O presente estudo tem como objetivo chamar a atenção para conhecimentos do âmbito da reabilitação que interessam à Enfermagem, de maneira a contribuir para a promoção do cuidado domiciliário de pessoas com lesão medular em nível cervical, envolvendo seus familiares e cuidadores. A coleta de dados fez-se por meio de um levantamento bibliográfico dos últimos 10 anos, mediante pesquisa nos bancos de dados Lilacs (1996-2006); Mediline (1996-2006), além de terem sido consideradas referências do estudo de origem. Efetuada a análise dos dados, conclui-se que é preciso ampliar nosso conhecimento sobre cuidado de longo prazo no contexto da reabilitação do cliente com lesão medular alta, para atender à demanda social, em especial compartilhando experiências cotidianas com cuidadores domiciliares.

Palavras-chave: Enfermagem em Reabilitação. Cuidado de Enfermagem. Pacientes Domiciliares. Tetraplegia. Promoção de Saúde

 

De Florence Nightingale às perspectivas atuais sobre o cuidado de enfermagem: a evolução de um saber/fazer

Fátima Helena do Espírito SantoI; Isaura Setenta PortoII

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2006; 10(3): 539 - 546

Resumo Download

O trabalho apresenta uma reflexão teórica sobre a evolução do cuidado de enfermagem a partir dos princípios nightingaleanos confrontados com as perspectivas atuais de alguns autores que vem abordando essa temática. Concluímos que as bases sólidas fincadas por Florence Nightingale estão permitindo à Enfermagem avançar em estudos que legitimam e fundamentam o cuidado enquanto essência do saber e fazer de enfermeiras e enfermeiros nos seus vários campos de atuação. Atualmente esses estudos apontam o cuidado como objeto de teorização em dimensões que aliam aspectos internos e externos à profissão, inserindo e explorando temas que antes eram velados, embora presentes no cotidiano da nossa prática, como o significado do corpo e suas formas de expressão na interação entre quem cuida e é cuidado.

Palavras-chave: Enfermagem. Tendências. Conhecimento. Cuidados de Enfermagem

 

De olhos bem abertos: investigando acuidade visual em alunos de uma escola municipal de Vitória

Mariana Rabello Laignier; Marlúcia de Almeida Castro; Paula dos Santos Cabral de Sá

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2010; 14(1): 113 - 119

Resumo Download

Esta pesquisa buscou verificar a acuidade visual dos estudantes de uma escola municipal de Vitória Espírito Santo, por meio da aplicação do teste de acuidade visual, baseado na Escala de Snellen; e encaminhar, para exame especializado no ambulatório de oftalmologia do Hospital Universitário Cassiano Antônio Moraes, as crianças que apresentaram déficit visual. Foi um estudo de abordagem quantitativa que discutiu a acuidade visual relacionada ao sexo, idade, série, uso de lentes corretoras e diagnóstico médico. Das 168 crianças avaliadas, maior número de meninas apresentou baixa acuidade visual, assim como os alunos mais jovens; o uso de lentes predominou naqueles que apresentaram redução da acuidade visual; e 71,4% das crianças encaminhadas ao médico apresentaram algum grau de ametropia. Concluiu-se que o trabalho de prevenção é fundamental para se obter uma ótima saúde visual, e que o profissional de saúde é fundamental no desenvolvimento de projetos voltados para a saúde escolar.

Palavras-chave: Saúde Escolar. Acuidade Visual. Cuidados de Enfermagem. Prevenção Primária

 

Demanda de intervenções de enfermagem a pacientes sob cuidados intensivos: nas - nursing activities score

Manuella Carvalho Feitosa1; Illoma Rossany Lima Leite2; Grazielle Roberta Freitas da Silva3

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2012; 16(4): 682 - 688

Resumo Download

Na assistência de enfermagem a pacientes críticos, a utilização de instrumentos capazes de quantificar a demanda de cuidados é fundamental para adequação da equipe de enfermagem e, com isso, melhorar o planejamento e a qualidade da assistência. Estudo descritivo e quantitativo, realizado de setembro a outubro/2011, com objetivo de avaliar a demanda de cuidados de enfermagem pela aplicação do Nursing Activities Score (NAS). Amostra de 45 pacientes, maioria do sexo feminino (64,4%), média de 51,4 anos recrutados em duas Unidades Intensivas de um Hospital Público em Teresina-Piauí. Foram realizadas 328 medidas do NAS, com média do escore total de 67,3%, variando de 39,2% a 133,7%. Os itens mais pontuados foram referentes às categorias "Atividades básicas", "Tarefas administrativas e gerenciais" e "Suporte respiratório". Uma média do NAS elevada permitiu concluir que essa clientela apresentou acentuada necessidade de cuidados, indicando o NAS como um bom instrumento para gerenciar recursos humanos de enfermagem.

Palavras-chave: Enfermagem. Unidade de Terapia Intensiva. Cuidados de enfermagem.

 

Discursos de enfermeiros sobre humanização na unidade de terapia intensiva

Fernanda Duarte da Silva1; Isis de Moraes Chernicharo2; Rafael Celestino da Silva3; Márcia de Assunção Ferreira4

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2012; 16(4): 719 - 727

Resumo Download

Pesquisa qualitativa, cujo objetivo foi identificar elementos da prática dos enfermeiros de terapia intensiva que dificultam a implementação da humanização da assistência, analisando-os à luz da Política Nacional de Humanização. Realizaram-se entrevista semiestruturada com 22 enfermeiros de uma unidade de terapia intensiva e análise temática de conteúdo. O usuário, a família e a equipe integram a prática cotidiana de cuidados, mas os dispositivos da humanização contidos na Política, como visita aberta, ambiência, acolhimento, interação com a equipe multiprofissional, oficinas e grupos de trabalho, não são efetivamente implementados para eles. Há dificuldades que indicam necessidade de investimentos na formação e na gestão institucional e do cuidado, de modo que a política de humanização seja efetivamente implantada na unidade de terapia intensiva.

Palavras-chave: Unidades de terapia intensiva. Enfermagem. Cuidados de enfermagem. Humanização da assistência.

 

Doutorado-sanduíche em enfermagem: relato de experiência

Rosane Arruda DantasI; Lorita Marlena Freitag PagliucaII; Antônio Luís Rodrigues Faria de CarvalhoIII; Wilson Correia de AbreuIV

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2009; 13(2): 425 - 430

Resumo Download

Relato de experiência acerca de estágio de doutorando-sanduíche realizado com bolsa da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, durante o período de outubro de 2005 a janeiro de 2006, na Faculdade de Enfermagem de D. Ana Guedes, no Porto, em Portugal, instituição já visitada na graduação. Tive a oportunidade de replicar a metodologia de parte da dissertação com crianças portuguesas. Isso permitiu estudo comparativo entre duas culturas que guardam afinidades, mas têm características distintas. Além disso, ministrei aulas, participei de cursos e seminários e aprofundei os conhecimentos acerca da Teoria da Universalidade e Diversidade do Cuidado Cultural. Considero que esta experiência é um estímulo para a garantia da autonomia do enfermeiro na assistência de enfermagem, como pesquisador e docente, ampliando conhecimentos e os inserindo no processo de cuidado. Ademais, influencia positivamente no amadurecimento psicológico, cultural e social do doutorando.

Palavras-chave: Enfermagem. Cuidados de Enfermagem. Teoria de Enfermagem

 

Enfermagem e história da enfermagem: aspectos epistemológicos destacados na construção do conhecimento profissional

Vilma de Carvalho

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2007; 11(3): 500 - 508

Resumo Download

Trata de discutir o tema designado como "A Construção do Saber de História da Enfermagem" com dois objetivos: 1. contribuir na ampliação do espaço dos pesquisadores da enfermagem justificando seus direitos em relação aos objetos de estudo ligados às disciplinas de sua formação profissional - Enfermagem e História da Enfermagem; e 2. ressaltar conceitos para uma epistemologia da enfermagem considerando aspectos da construção do conhecimento potenciais para reduzir dificuldades nas pesquisas da enfermagem, em especial no interesse da história da enfermagem brasileira. A abordagem parte da atitude intelectual face ao assunto e é colocada segundo uma postura crítica coerente com conjeturas e reflexões acerca de aspectos epistemológicos destacados na construção do conhecimento profissional, com mais pertinência ao pensar sobre Enfermagem - seu saber e sua história. As considerações visam a idéia representada pela questão de conhecimentos em construção a meio caminho entre subjetividade e objetividade - aspectos epistemológicos desses conhecimentos, e como sucedem no campo epistêmico. A Enfermagem e a História da Enfermagem são focalizadas como um conjunto de elementos relativos à prática social da profissão e outros radicados nas determinações históricas. A autora trata o assunto com base em conceitos epistemológicos (Canguilhem e Barchelard) relativamente ao que se deve compreender por "história das ciências" e numa perspectiva do que se possa compreender por "a atualidade da história das ciências".

Palavras-chave: Enfermagem. História da Enfermagem. Formação de Conceito. Epistemologia

 

Equipe de enfermagem e detecção de indicadores de agravamento em pacientes de pronto-socorro

Vivian Carnier Jorge1; Mayckel da Silva Barreto2; Ana Lúcia Mendes Ferrer3; Elia Aparecida Quirino Santos4; Hellen Carla Rickli5; Sonia Silva Marcon6

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2012; 16(4): 767 - 774

Resumo Download

O estudo objetivou descrever como a equipe de enfermagem atuante em um pronto-socorro (PS) de um hospital-escola percebe os sinais e sintomas sugestivos de agravamento no quadro clínico de pacientes em observação no setor. Pesquisa exploratóriodescritiva de natureza qualitativa, realizada com 38 profissionais da equipe de enfermagem. Os dados foram coletados por meio de entrevistas semiestruturadas realizadas em local reservado no PS, as quais foram gravadas e transcritas na íntegra e, depois, submetidas à Análise de Conteúdo do tipo temática. Dos discursos emergiram três categorias, que descreveram a forma como a equipe de enfermagem reconhece e atua durante as situações emergenciais e as dificuldades que impedem o satisfatório monitoramento dos pacientes. Concluiu-se que a equipe de enfermagem necessita aprofundar as discussões sobre sinais e sintomas sugestivos de agravamento de pacientes em unidades de PS para que a assistência seja realizada de maneira conjunta e precocemente.

Palavras-chave: Enfermagem em emergência. Cuidados de enfermagem. Serviços médicos de emergência. Sinais e sintomas.

 

Exame físico e sua integralização ao processo de enfermagem na perspectiva da complexidade

Carlos Magno Carvalho da Silva; Enéas Rangel Teixeira

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2011; 15(4): 723 - 729

Resumo Download

Este estudo expõe o exame físico e o processo de enfermagem sob a perspectiva da Complexidade de Morin. Seus objetivos foram: descrever as características da complexidade na realização do exame físico e discutir a sua interação com o processo de enfermagem. Metodologia descritiva e exploratória; 10 enfermeiros foram entrevistados e acompanhados por observação participante. A análise de dados foi realizada através Discurso do Sujeito Coletivo. Nos resultados foram discutidos os eixos "dialógica e recursividade" e "o holograma e a reintrodução do conhecimento". O exame físico como componente do processo de enfermagem implica a complexidade do cuidado e o lidar com ordem e desordem do cotidiano, em uma abordagem dialógica e intervenções técnicas e humanas contextualizadas. Conclui-se que o aprimoramento da avaliação clínica, ampliada na complexidade do exame físico, possibilita a integralização do processo de enfermagem para efetividade do cuidado.

Palavras-chave: Exame físico. Processos de enfermagem. Cuidados de enfermagem. Corpo humano

 

Existencialidade da criança com AIDS: perspectivas para o cuidado de enfermagem

Cristiane Cardoso de PaulaI; Maria da Graça Oliveira CrossettiII

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2008; 12(1): 30 - 38

Resumo Download

Este artigo objetiva apresentar reflexões acerca do cuidado de Enfermagem que emergiram da dissertação de mestrado "Encontro de cuidado, vivido e dialogado, da equipe de Enfermagem com o ser-criança que convive com AIDS", que buscou compreender o significado deste cuidado sob o olhar da Teoria de Enfermagem Humanística de Paterson e Zderad. Constituiuse em um estudo qualitativo-fenomenológico com análise hermenêutica. Desvelou-se a existencialidade da criança com AIDS: seres de relação com os outros e com o mundo, fazendo destaque ao mundo do cuidado, que possuem singularidade marcada pela temporalidade e historicidade, que têm familiares que cuidam e que necessitam de cuidados. Concluiu-se que, no encontro genuíno do cuidado de Enfermagem, faz-se essencial a compreensão da existencialidade dessa criança e de sua família como unidade de cuidado, vislumbrando o estar-melhor na relação intersubjetiva de presença e respeito.

Palavras-chave: Cuidado da Criança. Cuidados de Enfermagem. Teoria de Enfermagem. Síndrome da Imunodeficiência Adquirida

 

Experiências de mães de filhos com doença de hirschsprung: subsídios para o cuidado de enfermagem

Maria José Gilbert; Débora Falleiros de Mello; Regina Aparecida Garcia de Lima

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2009; 13(4): 793 - 801

Resumo Download

O estudo tem por objetivo conhecer as experiências de mães de filhos com doenças de Hirschsprung atendidos em um hospital escola, em um município no interior do estado de São Paulo. Trata-se de um estudo descritivo e exploratório, com análise qualitativa dos dados produzidos mediante entrevistas semiestruturadas com 13 mães. Da análise emergiram dois temas: conhecendo a doença e a experiência do cuidado. Concluiu-se que o envolvimento dos pais no cuidado ao filho em situações de doença tem sido um grande desafio para os profissionais de saúde e que, para obter sucesso nessa dimensão do cuidar, é necessário haver habilidades nas esferas técnica e interpessoal de ambos os lados pais e profissionais de saúde. Os resultados possibilitaram identificar aspectos que necessitam de intervenções por parte da equipe de saúde, particularmente da enfermagem, objetivando melhor qualidade de vida para crianças e adolescentes com doença de Hirschsprung e suas famílias.

Palavras-chave: Mães. Cuidados de Enfermagem. Doença de Hirschsprung

 

Experimentando atitudes e sentimentos: o cotidiano hemodialítico como base para o cuidar em enfermagem

Genesis de Souza BarbosaI; Glaucia Valente ValadaresII

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2009; 13(1): 17 - 23

Resumo Download

O presente estudo tem como objetivo: discutir a relação do enfrentamento do cliente dependente de hemodiálise em termos de possibilidades para o cuidado de enfermagem. Adotaram-se como referenciais teóricos a visão sistêmica do indivíduo e conceitos de enfrentamento. A trajetória metodológica percorrida foi a da pesquisa qualitativa, utilizando os princípios básicos da Teoria Fundamentada nos Dados (TFD). O cenário do estudo foi uma Associação de Renais e Transplantados do Estado do Rio de Janeiro. Os participantes da pesquisa foram indivíduos dependentes de hemodiálise ligados a esta associação. Para resgate dos dados, foram adotadas a observação participante sistemática e a entrevista semiestruturada em profundidade. As informações foram analisadas considerando-se os procedimentos básicos pertinentes a TFD: codificação aberta, codificação axial e codificação seletiva. Entre muitos aspectos, o estudo aponta para a relação de interdependência entre conhecimento e sensibilidade para garantir que o cuidado prestado esteja embasado na visão sistêmica do indivíduo.

Palavras-chave: Assistência Centrada no Paciente. Diálise Renal. Cuidados de Enfermagem

 

Hemodiálise: seu significado e impacto para a vida do idoso

Calíope Pilger; Edicléia Martins Rampari; Maria Angélica Pagliarini Waidman; Lígia Carreira

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2010; 14(4): 677 - 683

Resumo Download

O processo de envelhecimento que antes era restrito aos países desenvolvidos está ocorrendo nos países em desenvolvimento e de modo mais rápido. O surgimento de doenças não transmissíveis pode induzir alterações funcionais com maior intensidade, como a doença renal crônica. O objetivo deste trabalho é compreender o significado da hemodiálise para o idoso renal-crônico e o impacto dessa modalidade terapêutica em sua vida. Tratou-se de um estudo exploratório, de abordagem qualitativa, com entrevista com 22 idosos em tratamento dialítico. Foi utilizado como instrumento um roteiro, contendo perguntas abertas. A análise dos dados foi por meio da análise temática de Bardin. Como resultado, obtemos duas categorias: o significado de ser idoso em tratamento hemodialítico; e o impacto da hemodiálise na vida dos idosos. A pesquisa revelou que a hemodiálise afeta o cotidiano dos idosos, pois causa limitações sociais, envolvendo seu trabalho, hábitos alimentares, culturais, além do impacto na saúde mental.

Palavras-chave: Saúde do Idoso. Diálise Renal. Envelhecimento. Cuidados de Enfermagem

 

Humanização e desumanização: a dialética expressa no discurso de docentes de enfermagem sobre o cuidado

Fernanda Duarte da Silva; Isis de Moraes Chernicharo; Márcia de Assunção Ferreira

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2011; 15(2): 306 - 313

Resumo Download

O objeto desta pesquisa é a humanização e sua expressão no cuidado de enfermagem, à luz dos discursos dos docentes. Os objetivos são: identificar os elementos que constituem o discurso de docentes de enfermagem sobre a humanização no cuidado, caracterizá-la e analisá-la à luz dos preceitos da Política Nacional de Humanização. Trata-se de uma Pesquisa qualitativa e descritiva realizada com 24 professores de Enfermagem. Evidenciaram-se nos discursos sobre a humanização no cuidado elementos como: a ética, a tecnologia, as instituições e as pessoas. A humanização, segundo os docentes, caracteriza-se por práticas de interação, comunicação e dialogicidade. Porém, nem toda prática profissional de enfermagem se caracteriza segundo os preceitos da humanização. Conclui-se que seja necessário investir sobre o tema humanização no cuidado, principalmente no campo do ensino e da formação profissional, visto a importância que o mesmo ocupa na esfera da política pública, economia, cultura, ética e da formação profissional.

Palavras-chave: Humanização da Assistência. Cuidados de Enfermagem. Docentes de Enfermagem

 

Influência germânica nos primórdios da enfermagem profissional na cidade do Recife, Pernambuco (1924-1927)

Fátima Maria da Silva Abrão; Regina Célia de Oliveira; Natally da Silva Freitas; Niellys de Fátima da Conceição Gonçalves Costa; Vanessa Maria de Brito Sales

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2010; 14(2): 275 - 283

Resumo Download

Estudo histórico-social, que teve como objetivo a análise da influência germânica no campo da saúde nos primórdios da enfermagem profissional na cidade do Recife, Pernambuco. Foi feita análise do conteúdo dos documentos à luz do pensamento de Bourdieu. Na interpretação dos dados, a noção de campo e poder foi utilizada de modo a contemplar as forças que contribuem para a formação do campo organizacional da enfermagem. O recorte temporal foi de 1924, com a vinda das enfermeiras alemãs para trabalhar no Hospital do Centenário (HC), até 1927, quando ocorre a saída da enfermeira administradora. Utilizaram-se fontes primárias e secundárias. Como resultado, observa-se que a cultura alemã exerceu forte influência no campo da saúde, comércio, indústria, economia e educação. A influência se dá nos primórdios da enfermagem profissional pelo reconhecimento da atuação das enfermeiras pela dedicação e abnegação aos enfermos no trabalho que desenvolviam.

Palavras-chave: História da Enfermagem. Alemanha. Cuidados de Enfermagem

 

Interação familiar/acompanhante e equipe de enfermagem no cuidado à criança hospitalizada: perspectivas para a enfermagem pediátrica

Tania Vignuda de Souza; Isabel Cristina dos Santos Oliveira

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2010; 14(3): 551 - 559

Resumo Download

O estudo tem como objetivos: descrever os cuidados prestados pelo familiar/acompanhante e pela equipe de enfermagem à criança durante a internação; analisar as estratégias estabelecidas entre o familiar/acompanhante e a equipe de enfermagem para prestar os cuidados à criança; e discutir a interação do familiar/acompanhante e equipe de enfermagem quanto ao cuidado à criança hospitalizada. É um estudo de caso qualitativo. Os sujeitos são familiares/acompanhantes e equipe de enfermagem. Os dados foram analisados de acordo com a análise temática. Os cuidados prestados pelo familiar/acompanhante são iguais aos desenvolvidos no domicílio, e a equipe de enfermagem presta cuidados de maior complexidade. Os familiares/acompanhantes consideram a equipe de enfermagem atenciosa com seus filhos. Na admissão da criança podem ocorrer interferências como: medo e falta de confiança. Conclui-se que os familiares/acompanhantes que permanecem por mais tempo na instituição ou que reinternam apreendem a cultura hospitalar utilizando a terminologia científica e elaborando estratégias para proteger a criança.

Palavras-chave: Enfermagem Pediátrica. Cuidado de Enfermagem. Criança Hospitalizada. Relações Profissional-Família. Cultura

 

O (re)agir da enfermagem diante da parada cardiopulmonar: um desafio no cotidiano

Thaís Duarte da GraçaI; Glaucia Valente ValadaresII

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2008; 12(3): 411 - 416

Resumo Download

Esta pesquisa apresentou como objetivos: conhecer a vivência da equipe de enfermagem no processo do cuidado ao cliente em parada cardiopulmonar; relacionar nesta situação o conhecimento teórico com o conhecimento prático; discutir as possíveis implicações para o cuidado de enfermagem. Privilegiou-se a pesquisa de natureza qualitativa, tendo sido utilizados como instrumentos de coleta de dados: a entrevista semi-estruturada e a observação participante assistemática. Os atores sociais foram os profissionais da equipe de enfermagem que trabalham em um hospital público do Estado do Rio de Janeiro. O estudo baseou-se nas idéias de Valadares (2006), que discorre sobre o enfrentamento do conhecimento novo. Dos resultados, emergiram três categorias, sendo possível apreender que: as equipes de enfermagem (re) agem de maneira singular, dependendo do local em que trabalham; a experiência acumulada modifica as atitudes nesta situação; e existem fatores cotidianos que influenciam no cuidado de enfermagem prestado a esta clientela.

Palavras-chave: Parada cardiopulmonar. Cuidado de enfermagem. Equipe de enfermagem

 

O conhecimento político na atuação do enfermeiro

Karin Rosa Persegona I; Daniele Laís Brandalize Rocha II; Maria Helena Lenardt III; Ivete Palmira Sanson Zagonel IV

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2009; 13(3): 645 - 650

Resumo Download

O artigo tem por objetivo refletir acerca do conhecimento empírico, ético, estético e pessoal proposto por Carper e de um quinto padrão de conhecimento denominado sociopolítico segundo White. A Enfermagem, ao delimitar seu campo de atuação, necessita explicitar suas formas de conhecer, produzir e validar o conhecimento, para consolidar-se como disciplina e profissão que se organiza e expressa socialmente com identidade singular em um complexo campo de conhecimento. O padrão de conhecimento sociopolítico contribui para que o enfermeiro tenha uma visão abrangente, na qual se particulariza a responsabilidade e o compromisso como agente de mudança organizacional, social e política, investindo na inovação e sustentabilidade do processo de trabalho da enfermagem em defesa da saúde individual e coletiva.

Palavras-chave: Conhecimento. Cuidados de Enfermagem. Papel do Profissional de Enfermagem

 

O cuidado e a clínica na formação do enfermeiro: saberes, práticas e modos de subjetivação

Alcivan Nunes Vieira; Lia Carneiro Silveira

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2011; 15(4): 776 - 783

Resumo Download

O cuidado e a clínica são imanentes ao trabalho do enfermeiro, e a forma como eles são concebidos norteia a formação e a produção do cuidado. Esta pesquisa teve como objetivo identificar as concepções e as bases teóricas de clínica e de cuidado que norteiam a formação do enfermeiro. Os sujeitos da pesquisa foram docentes e discentes de um curso de graduação em enfermagem. Os dados foram produzidos através de entrevistas semiestruturadas e analisados a partir da análise do discurso. Na formação, evidenciou-se uma produção de sentidos acerca destes conceitos enquanto atenção à doença, embora os sujeitos reconheçam que eles podem ser pensados em outras perspectivas. A análise revelou que esses conceitos não correspondem apenas a uma apreensão de referenciais teóricos, mas que se consolidam a partir da vivência da clínica e do cuidado nas relações entre docentes e discentes, e com os serviços de saúde.

Palavras-chave: Enfermagem. Estudantes de Enfermagem. Cuidados de Enfermagem

 

O cuidado na perspectiva do acompanhante de crianças e adolescentes hospitalizados.

Regina G. Santini Costenaro1; Alessandra Daros2; Eloita Neves Arruda3

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 1998; 2(1): 111 - 125

Resumo Download

Este é um estudo exploratório de natureza qualitativa no qual 10 acompanhantes de crianças e adolescentes hospitalizados foram entrevistados a partir de uma escala analógica com valores numéricos de 0 a 10, correspondentes aos sentimentos relativos ao cuidado por eles experienciados durante a hospitalização de seus filhos. Os resultados aqui apresentados fazem parte de um estudo mais amplo sobre cuidado e conforto da clientela infanto-juvenil e seus acompanhantes, e tem a finalidade de identificar níveis de cuidado experienciados e significados de cuidado atual e desejado na visão do acompanhante. O cuidado atual tem o sentido de atendimento, atenção por pessoal "bacana" que proporciona alimentação, higiene e orientação. Tem também o sentido de conformismo com o não cuidado por eles experienciado. No entanto, desejam um ambiente confortável para refazer energias, como também orientação, alimentação mais freqüente e apoio governamental.

Palavras-chave: Cuidado, Enfermagem, Enfermagem Pediátrica acompanhante.

 

O desafio de implantar a sistematização da assistência de enfermagem sob a ótica de discentes

Lucimar Ramos Ribeiro GonçalvesI; Inez Sampaio NeryII; Lídya Tolstenko NogueiraII; Elisiane Gomes BonfimIII

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2007; 11(3): 459 - 465

Resumo Download

Estudo com abordagem qualitativa objetivando discutir aspectos relativos ao projeto de implantação da Sistematização da Assistência de Enfermagem - SAE em uma maternidade pública, segundo a ótica de discentes de enfermagem da UFPI. O estudo foi desenvolvido com 28 alunos, por meio de relatos escritos, agrupados em três categorias, cuja análise dos conteúdos possibilitou a caracterização das unidades de significação. Os resultados mostraram que a SAE, apesar da resistência inicial dos profissionais de saúde à sua adoção, favoreceu o aprendizado do cuidado de enfermagem e a assistência oferecida à clientela e repercutiu na satisfação discente, das usuárias do serviço e de familiares. Na operacionalização da SAE foram apontadas dificuldades relativas ao preenchimento dos formulários adotados. Os discentes valorizaram a SAE como instrumento metodológico necessário ao desempenho da prática profissional, bem como consideraram que a participação na implantação do projeto tornou oportunas as condições para exercitá-la com autonomia na vida profissional.

Palavras-chave: Saúde da Mulher. Enfermagem. Assistência de Enfermagem

 

O sentido olfato no cuidado de enfermagem hospitalar

Sílvia Teresa Carvalho de Araújo; Lys Eiras Cameron; Lilian Felippe Duarte de Oliveira

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2011; 15(4): 811 - 817

Resumo Download

O objetivo deste estudo foi identificar as percepções e reações relacionadas ao sentido olfato durante o cuidado. Apresenta o resultado de três pesquisas de doutorado sobre as pistas olfativas na compreensão das alterações clínicas e padrão de cuidado de enfermagem em setores hospitalares. Estudo exploratório, descritivo, com abordagem qualitativa valorizando princípios do método Sociopoético e dos Sentidos Sociocomunicantes do Corpo. Os sujeitos utilizam o sentido olfato como instrumento para: diagnosticar os desvios de saúde fisiológicos e psicoafetivos; avaliar o estado de higiene, de limpeza corporal do paciente e do ambiente; e nortear o cuidado de enfermagem necessário. Identificamos repulsa pelo mau odor que emana do paciente e as estratégias utilizadas para minimizá-lo. Possibilitou-se instituir um espaço de diálogo para conhecer as reações aos odores, reconhecer as próprias limitações aos estímulos olfativos e redimensionar os mecanismos de respostas que possibilitem o conforto e a segurança dos envolvidos no cuidado de enfermagem.

Palavras-chave: Olfato. Percepção olfatória. Cuidados de Enfermagem. Estudantes de Enfermagem

 

O ser-enfermeiro em face do cuidado à criança no pósoperatório imediato de cirurgia cardíaca

Herwellyn Camilo de Melo1; Sumaya Emanuelle Gomes de Araújo2; Victor Emmanuell Fernandes Apolônio dos Santos3; Ana Virginia Rodrigues Veríssimo4; Estela Rodrigues Paiva Alves5; Maria Helena Nascimento do Souza6

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2012; 16(3): 473 - 479

Resumo Download

Objetivou-se compreender o cuidado à criança durante o pós-operatório imediato de cirurgia cardíaca a partir da percepção do ser-enfermeiro. Utilizou-se a entrevista fenomenológica com seis enfermeiras lotadas na Unidade de Recuperação de Cirurgia Torácica do Pronto-Socorro Cardiológico de Pernambuco, de março a maio de 2011. A pesquisa é de natureza qualitativa com abordagem ancorada na fenomenologia existencial de Martin Heidegger. Os dados foram produzidos e analisados de acordo com os quatro momentos propostos por Martins e Bicudo. A análise permitiu delinear o cuidado do enfermeiro como sistemático, complexo e minucioso, que requer ao mesmo tempo aptidões técnico-científicas, exigindo do ser que cuida habilidade para lidar com seus sentimentos diante das eventualidades do dia a dia. Conclui-se que o cuidado à criança é construído em meio a uma dinâmica constitutiva entre tecnologias duras e subjetividade, onde haverá momentos em que uma será valorizada em detrimento da outra.

Palavras-chave: Enfermagem pediátrica. Cirurgia torácica. Cuidados intensivos. Cuidados de enfermagem. Percepção.

 

O significado atribuído ao papel masculino e feminino por adolescentes de periferia

Maria Aparecida Baggio; Jacira Nunes Carvalho; Marli Terezinha Stein Backes; Dirce Stein Backes; Betina Hörner Schlindwein Meirelles; Alacoque Lorenzini Erdmann

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2009; 13(4): 872 - 878

Resumo Download

Trata-se de pesquisa-ação cujo objetivo foi compreender os significados atribuídos ao papel masculino e feminino pelos adolescentes/jovens integrantes de um projeto de inclusão social. Participaram 27 sujeitos vinculados aos grupos da Gastronomia, Estética e Nova Descoberta. Os dados derivam da oficina "conhecimento do corpo humano", desenvolvida nos três grupos em momentos distintos, por meio da construção de cartazes, atividades de recorte, colagem, desenho, escrita; utilização de manequim e abordagem dialógica do tema. Os dados foram analisados conforme o método de análise temática de conteúdo. Os resultados apontam duas categorias: "a fortaleza e o poder masculino" e "o papel contraditório do gênero feminino". Conclui-se que as diferenças dos papéis masculino e feminino, relacionadas ao contexto sócio-político-cultural no qual os adolescentes/jovens estão inseridos, tem repercussões importantes na forma que vivem a sua sexualidade, e, acima de tudo, na construção do seu viver saudável e de sua cidadania.

Palavras-chave: Enfermagem. Cuidados de Enfermagem. Promoção da Saúde. Educação em Saúde. Adolescente

 

Percepções de enfermeiras sobre a assistência prestada a mulheres diante do óbito fetal

Camila da Silva Santos1; Juliana Freitas Marques2; Francisco Herlânio Costa Carvalho3; Ana Fátima Carvalho Fernandes4; Ana Ciléia Pinto Teixeira Henriques5; Karla de Abreu Peixoto Moreira6

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2012; 16(2): 277 - 284

Resumo Download

Objetivou-se analisar as percepções de enfermeiras quanto à assistência de enfermagem prestada a mulheres diante do diagnóstico de óbito fetal. Pesquisa com abordagem qualitativa, realizada em uma maternidade-escola de Fortaleza-CE, Brasil, entre setembro e outubro/2009. A amostra constou de nove enfermeiras que atuavam no serviço de gestação de alto risco. Os resultados evidenciaram que o foco da assistência prestada era a oferta de apoio psicológico, através da permissão fornecida às mulheres ou familiares para verem o feto morto. As dificuldades mais citadas estiveram associadas à questão estrutural da maternidade, que não possuía uma enfermaria específica para as mães com diagnóstico de óbito fetal. Ademais, citaram a sobrecarga de trabalho, uma vez que exerciam funções que não integravam os procedimentos de práxis. Destaca-se, portanto, a necessidade de uma assistência diferenciada às mulheres ante o óbito fetal, que abranja, além dos recursos humanos, questões estruturais dos serviços de saúde.

Palavras-chave: Saúde da mulher. Morte fetal. Cuidados de enfermagem. Pesquisa qualitativa.

 

Perfil sociodemográfico de discentes de enfermagem de instituições de ensino superior de Belo Horizonte

Aneilde Maria Ribeiro de Brito I; Maria José Menezes Brito II; Patrícia Aparecida Barbosa Silva III

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2009; 13(2): 328 - 333

Resumo Download

A literatura aponta correlação entre a caracterização do perfil dos discentes de Enfermagem e a adequação do processo educacional, cuja abordagem tem a dimensão de subsidiar a elaboração e a aplicação de um projeto pedagógico coerente com o sujeito desse processo. Objetivou-se neste estudo caracterizar o perfil sociodemográfico de discentes dos cursos de Enfermagem de Belo Horizonte, MG. Trata-se de um estudo descritivo, desenvolvido em cinco instituições de ensino superior privadas. A coleta de dados ocorreu mediante a aplicação de um questionário fechado. A análise dos dados pautou-se no método estatístico de frequência simples das variáveis do estudo, com posterior compilação em forma de tabelas. Os dados demonstraram o predomínio de jovens com idade de 20 a 24 anos, do sexo feminino, solteiros, de procedência escolar pública. Um considerável número desses acadêmicos exerce algum tipo de atividade remunerada, e quase metade dos que trabalham já atua na área de Enfermagem.

Palavras-chave: Educação em Enfermagem. Estudantes de Enfermagem. Distribuições Estatísticas

 

Por uma epistemologia do cuidado de enfermagem e a formação dos sujeitos do conhecimento na área da enfermagem - do ângulo de uma visão filosófica

Vilma de Carvalho

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2009; 13(2): 406 - 414

Resumo Download

Sobre Enfermagem - projeto epistêmico/conjunto teórico-axiomático - no Sistema Nightingale de ensino/prática assistencial à saúde e cuidados/enfermos e sadios. Ações/enfermeiras (os) caracterizadas na ética, instruções técnicas, saber moderno rompendo com saber/pré-científico. Enfermagem - disciplina/prática científica - ordenada em esquemas formais/conteúdos materiais aliada ao estilo do cuidado de enfermagem. Abordagem crítico-discursiva-reflexões - cuidado de enfermagem e formação dos sujeitos do conhecimento/área-da-enfermagem. Do ângulo filosófico, a enfermagem como ciência-em-construção. Cuidado de enfermagem como conceito/atos/operações/enfermeiras(os), interpretado/inerência epistemológica de idéias - Sistema Nightingale designado solo epistemológico -, concebido/analisado/estrutura/fundo-de-saber e princípios nightingaleanos. Posição/autora contrária ao conceito de cuidado sem predicação/objetividade nas ações profissionais/operações da equipe. Posição coerente à formação do espírito crítico/conhecimento/área-da-enfermagem, contrária à idéia/construção-sujeitos . Sujeitos concebidos - parceiros numa prática viva com liberdade de pensar/ser - nas decisões em situações-problema, assistidas ou investigadas - plano/estudo/trabalho/pesquisa - abarcando interesses/necessidades dos clientes. Destaques epistemológicos/interpretados - consistentes aos conceitos/enfermagem e idéias/autores/referenciados, e coerência ao saber/conhecimento da Enfermagem-ciência e arte.

Palavras-chave: Conhecimento. Cuidados de Enfermagem. Enfermagem

 

Pós-operatório de transplante renal: avaliando o cuidado e o registro do cuidado de enfermagem

Keroulay Estebanez RoqueI; Enirtes Caetano Prates MeloII; Teresa ToniniIII

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2007; 11(3): 409 - 416

Resumo Download

Objeto foi avaliação do cuidado e do registro de enfermagem no pós-operatório de transplante renal. Os objetivos foram identificar os cuidados de enfermagem registrados nos prontuários de clientes no pós-operatório de transplante renal; discutir as implicações dos registros para o cuidado de enfermagem e avaliar os cuidados de enfermagem. Trata-se de um estudo descritivo e observacional, realizado na Unidade de Transplante Renal de um hospital geral, localizado no Rio de Janeiro. Foi aprovado pelo Comitê de Ética e Pesquisa, e também houve a autorização da instituição pesquisada. Foram analisados 23 prontuários no período de maio a julho de 2005. Utilizou-se como instrumento de coleta de dados: formulário e observação sistematizada. Os resultados demonstram que o registro de enfermagem esteve presente nas 24 horas durante o período de internação, porém contemplava apenas a dimensão biológica do cuidado. As ações de cuidar ricas em subjetividade não foram registradas, apesar de ofertadas

Palavras-chave: Controle de Formulários e Registros. Cuidados de Enfermagem. Avaliação

 

Práticas alimentares e sua relação com as intercorrências clínicas de crianças de zero a seis meses

Lorena Barbosa Ximenes; Juliane Girão de Moura; Mônica Oliveira Batista Oriá; Mariana Cavalcante Martins; Paulo Cesar de Almeida; Elioneide Paulo Carneiro

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2010; 14(2): 377 - 385

Resumo Download

Este estudo foi desenvolvido para identificar os principais agravos de saúde em crianças de zero a seis meses de vida e verificar a relação entre os agravos de saúde e as práticas alimentares mais frequentes. Foram analisadas informações de 36 crianças, identificadas primeiramente na faixa etária de zero a dois meses e acompanhadas até seis meses em uma Unidade de Cuidado de Enfermagem do Centro de Desenvolvimento Familiar (CEDEFAM) em 134 encontros, por meio de formulário estruturado. Houve predomínio de 24 (18%) crianças na faixa etária entre um e dois meses, sendo que 15 (11,2) dessas se encontravam em AME (aleitamento materno exclusivo). Quanto aos agravos relacionados aos lactentes em AME, houve 75 ocorrências (40,5%), sendo 33 (17,8%) problemas respiratórios, 38 (20,5%) problemas dermatológicos e 4 (2,2%) problemas gastrointestinais. Portanto, as crianças, principalmente as menores de seis meses de idade, fazem parte de um grupo mais vulnerável, e o leite materno pode reduzir a morbimortalidade infantil.

Palavras-chave: Hábitos Alimentares. Saúde da Criança. Cuidados de Enfermagem

 

Práticas culturais de cuidados de mulheres mães de recém-nascidos de risco do sul do Brasil

Ana Rosa Müller IserhardI; Maria de Lourdes Denardin Budó II; Eliane Tatsch Neves III; Marcio Rossato Badke IV

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2009; 13(1): 116 - 122

Resumo Download

As questões atuais relacionadas com a saúde da mulher visam atingir um novo enfoque de integralidade capaz de sobrepor os efeitos limitantes de um modelo biomédico em saúde, sem considerar os aspectos vivenciais e culturais das mulheres e suas famílias. Este estudo objetivou compreender a influência do contexto cultural no desenvolvimento da gestação e no cuidado ao bebê de mulheres mães de recém-nascidos de risco. Trata-se de estudo exploratório-descritivo, desenvolvido a partir de entrevistas com puérperas internadas em uma maternidade no sul do Brasil. Após análise temática dos dados, emergiram duas categorias principais: contexto sociocultural influenciando o período gestacional e os saberes populares no cuidado com o bebê. Os resultados apontaram que não houve, na maioria das vezes, a compreensão da mulher em seu todo, sua visão de mundo e sua maneira de pensar, sentir e agir. Nas questões de conflito, o conhecimento profissional prevaleceu sobre o popular.

Palavras-chave: Saúde da Mulher. Saúde da Criança. Família. Cuidados de Enfermagem. Cultura

 

Práticas sociais coletivas para a saúde no assentamento Mártires de Abril na Ilha de Mosqueiro - Belém, Pará

Inara Mariela da Silva CavalcanteI; Laura Maria Vidal NogueiraII

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2008; 12(3): 492 - 499

Resumo Download

Esta pesquisa tem como propósito geral compreender as práticas sociais coletivas à saúde no "Assentamento Mártires de Abril" (AMA). É um estudo do tipo qualitativo, com a compreensão dos dados à luz da hermenêutica-dialética, que teve como cenário a ilha de Mosqueiro, área metropolitana de Belém, Pará; os sujeitos sociais foram em número de cinco, que aderiram espontaneamente à pesquisa. As práticas sociais coletivas à saúde no AMA são construídas e dependentes de aspectos históricos de vida, da luta do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), da concepção de saúde-doença e da sua relação com a terra. Concluiu-se que suas ações expressam uma forma de cuidar essencialmente orientada pelas vias naturais, propondo à enfermagem um novo modelo de atenção à saúde. Com base nos estudos efetuados, sugere-se como prática pedagógica do Curso de Enfermagem da Universidade do Estado do Pará (UEPA) um estágio de vivência com e nos movimentos sociais.

Palavras-chave: Saúde Coletiva. Assentamentos Rurais. Cuidados de Enfermagem

 

Reflexão sobre o cuidado como essência da liderança em enfermagem

Leilane Barbosa de Sousa; Maria Grasiela Teixeira Barroso

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2009; 13(1): 181 - 187

Resumo Download

O presente texto tem como objeto o cuidado como essência da liderança em enfermagem. O objetivo foi suscitar reflexão sobre o resgate do cuidado como essência da liderança em enfermagem. Trata-se de uma análise crítica-reflexiva realizada a partir da obra O monge e o executivo uma história sobre a essência da liderança, de James C. Hunter. Como metodologia, foi usada a análise de conteúdo. A análise temática dos resultados aponta a relevância de repensar a liderança em enfermagem com base em um novo paradigma: a liderança para o cuidado pelo cuidado. Conclui-se que o cuidado necessita ser resgatado para a liderança em enfermagem.

Palavras-chave: Enfermagem. Liderança. Cuidados de Enfermagem

 

Relação de ajuda no desempenho dos cuidados de enfermagem a doentes em fim de vida

Rosa Maria Pereira Simões; Manuel Alves Rodrigues

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2010; 14(3): 485 - 489

Resumo Download

Este estudo tem como principal objetivo verificar a importância que os enfermeiros atribuem às competências relacionais na ajuda a doentes em fim de vida. A investigação é de tipo descritivo-correlacional, transversal, com uma amostra de 56 enfermeiros, selecionada de forma intencional, acidental e desenvolvida a partir da aplicação de um instrumento de medida que integra o Inventário de Competências Relacionais de Ajuda, Escala de Satisfação com a Vida, Questões relativas à importância atribuída à formação contínua. Da análise dos resultados ressalta-se que os enfermeiros consideram as competências relacionais fundamentais para o cuidado ao doente em fim de vida. O desempenho de competências relacionais de ajuda está significativamente correlacionado com a formação que os enfermeiros desenvolveram sobre relação de ajuda, bem como com a satisfação que têm com a vida em geral.

Palavras-chave: Enfermagem. Cuidados de Enfermagem. Doente Terminal. Relações Interpessoais. Educação Continuada

 

Saberes da enfermagem - a solidariedade como uma categoria essencial do cuidado

Vera Regina Waldow; Lísia Maria Fensterseifer

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2011; 15(3): 629 - 632

Resumo Download

Objetiva-se refletir sobre os saberes da enfermagem nos aspectos analíticos e sintéticos, segundo as novas perspectivas paradigmáticas, e destacar a solidariedade como uma das categorias do cuidado. A arte e a ciência da Enfermagem estão consubstanciadas pelo cuidado, assumido como o seu saber fazer. A solidariedade, por sua vez, elemento substancial do cuidado, é ressaltada neste texto, considerando a realidade atual, pois compõe o sentido moral e o exercício da cidadania.

Palavras-chave: Conhecimento. Enfermagem. Cuidados de Enfermagem. Ensino

 

Saberes e práxis em enfermagem

Eucléa Gomes Vale; Lorita Marlena Freitag Pagliuca; Régio Hermilton Ribeiro Quirino

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2009; 13(1): 174 - 180

Resumo Download

O estudo tem como objetivo refletir acerca dos saberes e práxis em Enfermagem pelo diálogo com alguns autores sobre o conhecimento, pelo relato da transformação do conhecimento através da história, bem como enfocar a práxis por meio do raciocínio filosófico. A reflexão envolve as várias dimensões do cuidado. Concluímos que a práxis em Enfermagem se constrói libertadora, solidária, emancipatória por se fundamentar no entrelaçamento de saberes e fazeres de um cuidado que converge em ciência, ética, arte e estética.

Palavras-chave: Enfermagem. Conhecimento. Prática Profissional. Cuidados de Enfermagem

 

Significado do cuidado familiar à mulher mastectomizada

Ana Fátima Carvalho Fernandes; Isabela Melo Bonfim; Iliana Maria de Almeida Araújo; Raimunda Magalhães da Silva; Izabel Cristina Falcão Juvenal Barbosa; Míria Conceição Lavinas Santos

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2012; 16(1): 27 - 33

Resumo Download

Objetivou-se compreender o significado do cuidado familiar prestado à mulher mastectomizada. Estudo qualitativo, cujo referencial teórico utilizado foi o Interacionismo Simbólico, e o metodológico, a Teoria Fundamentada nos Dados. Entrevistaram-se 11 familiares entre julho e agosto de 2008. Os resultados evidenciaram os seguintes fenômenos: enfrentamento das dificuldades da família para cuidar, diagnóstico de câncer de mama defrontado pela família e cuidado familiar percebido após a cirurgia. Concluiuse que, apesar de os participantes valorizarem o cuidado familiar, alguns se sentiam despreparados para assumi-lo efetivamente. Considera-se a relação familiar consistente uma estratégia fundamental para a reabilitação da mulher mastectomizada.

Palavras-chave: Mastectomia. Relações familiares. Cuidados de enfermagem

 

Uma história do processo de enfermagem nas publicações da Revista Brasileira de Enfermagem no período 1960-1986

Denise Faucz KletembergI; Márcia Dalledone SiqueiraII; Maria de Fátima MantovaniIII

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2006; 10(3): 478 - 486

Resumo Download

Estudo de natureza histórica cujo objetivo é analisar a implementação do processo de enfermagem no Brasil, no período de 1960 a 1986. As fontes históricas compõem-se de 47 artigos selecionados na Revista Brasileira de Enfermagem, no período referido, que apresentam reflexões sobre a prática assistencial da época, relatos de experiências da aplicação do Processo de Enfermagem e os artigos de autoria de Wanda de Aguiar Horta. Os achados da análise dos artigos, contextualizados com aspectos político-econômicos apontam as causas das dificuldades encontradas pela categoria para implementação da metodologia da assistência de enfermagem, diante das exigências antagônicas do mercado de trabalho no período analisado. Portanto, as dificuldades e resistências experienciadas não couberam apenas à vontade dos profissionais, mas, sim, permearam-se pelos interesses antagônicos da sociedade brasileira.

Palavras-chave: Processos de Enfermagem. História da Enfermagem. Metodologia. Diagnóstico de Enfermagem. Cuidados de Enfermagem

 

Vivendo entre o pesadelo e o despertar: o primeiro momento no enfrentamento da diálise peritoneal

Felipe Kaezer dos Santos; Glaucia Valente Valadares

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2011; 15(1): 39 - 46

Resumo Download

Este artigo é originado de uma dissertação de mestrado cujo objeto foi o significado do enfrentamento do cliente portador de doença renal crônica mediante o início da diálise peritoneal. Os sujeitos do estudo foram considerados na perspectiva do Interacionismo Simbólico, que valoriza o significado dos elementos do mundo como determinantes para a interação. Seguindo os procedimentos metodológicos da Teoria Fundamentada nos Dados foram instituídos os cinco elementos do paradigma de análise: Causas, Contexto, Fatores Intervenientes, Estratégias de Ação/Interação e Consequências. O objetivo desta discussão é conhecer as formas pelas quais o cliente portador de doença renal crônica enfrenta a diálise peritoneal, na iminência de realização deste método. Enfrentando essa nova situação, o cliente parte para um despertar, abandonando a ideia de morte e fazendo uma distinção clara entre a doença renal crônica e a diálise. Se antes as duas percepções pareciam uma só, o despertar apresenta a diálise peritoneal como a "antimorte", como um renascer para a vida.

Palavras-chave: Enfermagem. Diálise Peritoneal. Cuidado de Enfermagem

 

 

© Copyright 2021 - Escola Anna Nery Revista de Enfermagem - Todos os Direitos Reservados
GN1